Portugal garante a permanência do técnico Paulo Bento

Humberto Coelho disse que o técnico tem contrato até 2016, e vê expectativa na classificação para a próxima Eurocopa

AE, Agência Estado

24 de junho de 2014 | 17h31

Paulo Bento continuará no cargo de técnico da seleção de Portugal mesmo se sua equipe for eliminada na fase de grupos da Copa do Mundo. Quem garantiu isso foi o vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Humberto Coelho, nesta terça-feira. Os portugueses definem a sua sorte no Grupo G contra Gana, nesta quinta, em Brasília.

Para se classificar, Portugal precisa, além de vencer os africanos, torcer para que Estados Unidos e Alemanha não empatem no outro duelo do grupo. Mesmo que os resultados aconteçam, a equipe lusitana ainda terá que tirar a diferença no saldo de gols contra o virtual perdedor no duelo no Recife - 5 gols em relação aos norte-americanos e 8 para os alemães.

Humberto Coelho, no entanto, garante que o resultado não irá influenciar na permanência de Paulo Bento na seleção. "Não recebemos nenhum sinal de que ele quer sair e nós não pensamos em dispensá-lo de seus serviços", garantiu.

O técnico teve seu contrato renovado em abril deste ano, até 2016, e mesmo as más atuações de Portugal no Brasil não parecem abalar a confiança dos dirigente em seu trabalho. "Assinamos com Paulo Bento na expectativa de que nos classifique para a Eurocopa de 2016", revelou Coelho. "Nós renovamos seu contrato para manter a estabilidade entre a seleção e a federação. Temos nos classificados para grandes competições há algum tempo e queremos continuar a fazê-lo", completou.

O dirigente, no entanto, afirmou que após o Mundial todos os departamentos da Federação Portuguesa de Futebol farão uma reunião para "analisar o que pode ser melhorado para o futuro".

Ex-treinador do Sporting Lisboa, de Portugal, Paulo Bento assumiu a seleção do país em setembro de 2010 após um péssimo início de campanha da equipe nas Eliminatórias para a Eurocopa de 2012. Rapidamente o time apresentou melhores resultados, com cinco vitórias nos primeiros cinco jogos do treinador, que levaram à classificação para a Euro, competição em que foram eliminados nas semifinais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.