Rafael Marchante/Reuters
Rafael Marchante/Reuters

Portugal surpreende e aplica 4 a 0 na campeã Espanha

Cristiano Ronaldo fica apenas um tempo em campo e chega a marcar um golaço, anulado pela arbitragem

AE, Agência Estado

17 de novembro de 2010 | 21h27

A seleção de Portugal surpreendeu a campeão mundial Espanha, nesta quarta-feira, e goleou por 4 a 0, em amistoso disputado no Estádio da Luz, em Lisboa. Carlos Martins, Postiga, duas vezes, e Hugo Almeida marcaram os gols da partida. Cristiano Ronaldo, que só jogou um tempo, chegou a marcar um golaço, anulado pela arbitragem.

Com belos gols, os portugueses se vingaram da eliminação nas oitavas de final da Copa do Mundo da África do Sul. Nos minutos finais do amistoso, a torcida local chegou a gritar "olé" diante dos atuais campeões mundiais.

A goleada quase teve início com um golaço de Cristiano Ronaldo. O atacante do Real Madrid invadiu a área pela esquerda, deu grande corte em Piqué, e bateu por cobertura. Casillas não alcançou e Nani, em posição de impedimento, cabeceou para o fundo das redes. A arbitragem acabou anulando o lance, para irritação de Ronaldo.

Depois, o astro do Real Madrid deu um elástico em Busquets no início da jogada que gerou o primeiro gol português, aos 45 minutos de jogo. Ele acertou a bola na trave e, no rebote, Martins bateu firme e rasteiro, sem dar chances ao goleiro espanhol.

No segundo tempo, as duas equipes voltaram a campo com mudanças. Cristiano Ronaldo, Ricardo Carvalho e o goleiro Eduardo foram substituídos na equipe da casa, enquanto Xavi, David Villa e Piqué deixaram o campo pelo lado dos visitantes, para dar lugar a Fábregas, Torres e Marchena.

Mas o panorama do jogo não mudou. Portugal marcou o segundo gol logo aos 4 minutos. Após arrancada e cruzamento de Danny pela direita, Postiga completou de letra para o gol. Sérgio Ramos chegou a desviar a bola antes de entrar.

O mesmo Postiga marcou o terceiro gol. Ele recebeu passe quase na marca do pênalti, cortou o zagueiro e, cara a cara com Casillas, bateu no canto. Hugo Almeida selou a goleada nos acréscimos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.