PATRICIA DE MELO MOREIRA / AFP
PATRICIA DE MELO MOREIRA / AFP

Mesmo com Cristiano Ronaldo em alta, Portugal terá de enfrentar repescagem para ir à Copa do Catar

Técnico Fernando Santos recebeu críticas pelo mau desempenho com a seleção, que foi derrotada pela Sérvia no fim do jogo e perdeu a vaga direta para o Mundial; sorteio da repescagem será no próximo dia 26

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de novembro de 2021 | 13h22

Com o Estádio da Luz lotado e Portugal vencendo a Sérvia por 1 a 0 logo nos primeiros minutos de jogo, nem o torcedor português mais pessimista poderia imaginar que a seleção masculina ficaria sem a vaga direta para a Copa do Mundo de 2022. Mas os portugueses sofreram o empate e, depois, a virada nos minutos finais de partida pelas Eliminatórias europeias. Terão de jogar a repescagem para tentar vaga no próximo Mundial, o do Catar.

Foi a única derrota de Portugal na competição: os lusos venceram cinco jogos e empataram outros dois. O craque Cristiano Ronaldo não se abateu com o restulado e publicou em sua conta no Instagram uma mensagem confiante na classificação para o Mundial do ano que vem. "O futebol já nos mostrou vezes sem conta que são os caminhos mais sinuosos que nos levam aos desfechos mais desejados. O resultado foi duro, mas não o suficiente para nos abater. O objectivo de marcar presença no Mundial 2022 continua bem vivo e sabemos o que temos de fazer para lá chegar. Sem desculpas. Portugal rumo ao Catar".

Após a partida, o técnico Fernando Santos, que vem sendo criticado por desempenhos ruins da seleção portuguesa, assumiu a responsabilidade pela derrota. "Entramos bem, pressionamos, fizemos gol. Depois começamos a não ter bola, a baixar as linhas e a chegar atrasados. Tivemos sempre muitas dificuldades. Tentei, os jogadores tentaram, lutaram. A responsabilidade é minha. A mensagem não era para jogarmos assim. Se fosse para empatar não teríamos jogado assim".

Santos levou Portugal a títulos inéditos da Eurocopa de 2016 e da Liga das Nações em 2019 contando com o poder de decisão de Cristiano Ronaldo, mas vem recebendo críticas pelo rendimento abaixo do esperado da seleção, com o talento que tem em mãos. Os portugueses contam com jogadores de destaque nos principais times europeus, como o lateral-esquerdo Nuno Mendes, do Paris Saint-Germain, os meias Bruno Fernandes e Bernardo Silva, dos rivais Manchester United e City, respectivamente, além dos atacantes Diogo Jota, do Liverpool, e João Félix, do Atlético de Madrid

Depois da rodada desta terça-feira, ainda há quatro vagas em aberto: Itália ou Suíça (Grupo C), Finlândia ou Ucrânia (Grupo D), Holanda, Turquia ou Noruega (Grupo G) e Inglaterra ou Polônia (I). Alemanha, Dinamarca, Sérvia, Espanha, França, Bélgica e Croácia são as seleções europeias já classificadas.

Três vagas para seleções europeias estarão em disputa na repescagem, que será dividida em três chaves. Portugal saberá seu adversário no próximo dia 26, quando a Uefa sorteará os confrontos da repescagem. O primeiro jogo será em solo português, seguindo os critérios da competição. Caso vença a partida única, os portugueses avançam à "final" de sua chave para definir o ganhador da vaga para a Copa do Mundo de 2022.

Para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, Portugal se classificou após liderar seu grupo nas Eliminatórias, mas para o Mundial de 2014, no Brasil, os portugueses também caíram na repescagem e venceram a Suécia em dois jogos, com quatro gols de Cristiano Ronaldo.

Como funciona a repescagem das seleções europeias para a Copa?

O torneio será realizado no fim de março de 2022 e doze seleções disputam as últimas três vagas destinadas às seleções europeias. Os segundos colocados de cada um dos dez grupos das Eliminatórias se juntarão aos dois países de melhor campanha na Liga das Nações.

O total de 12 times se dividirá em três chaves com quatro seleções. O sorteio dos confrontos será realizado no dia 26 de novembro. Depois, serão realizadas semifinal e final em jogo único, com os campeões de cada chave garantindo vaga no Mundial. Os jogos das semifinais vão ser disputados nas casas das seis melhores seleções que ficaram na segunda posição de seus respectivos grupos nas Eliminatórias, enquanto o local da final de cada chave será decidido por sorteio.

Finalistas da Euro, Itália e Inglaterra perto da vaga

Em situações mais confortáveis, Itália e Inglaterra podem carimbar o passaporte rumo ao Catar nesta quarta-feira, dia 15. A Azzurra enfrenta a Irlanda do Norte, enquanto os ingleses jogam contra San Marino pela vaga no Mundial de 2022. 

Após ficar fora da Copa do Mundo da Rússia, em 2018, a Itália joga pela vaga em Belfast. A campeã da Eurocopa lidera o Grupo C com 15 pontos e precisa vencer a Irlanda do Norte e torcer por um tropeço da Suíça, que ocupa o segundo lugar com a mesma pontuação da tetracampeã. Caso ambos vençam, o desempate será feito no saldo de gols. 

Já a Inglaterra, vice-campeã da Euro, tem uma missão bem menos complicada. Uma vitória por um placar simples garante os ingleses na Copa do Mundo, já que o time lidera de maneira isolada o Grupo I, com 23 pontos, e não teria como ser alcançado pela Polônia, em segundo na chave com 20 pontos. O adversário, San Marino, ainda não pontuou e fez apenas 1 gol nas Eliminatórias. A seleção é também a última colocada no ranking da Fifa, na 210ª posição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.