Portuguesa acumula desfalques para pegar o Botafogo no Canindé

Ao todo, o treinador pode ter nada menos que cinco novos desfalques para o duelo contra o líder

AE, Agência Estado

16 de agosto de 2013 | 22h06

SÃO PAULO - O técnico Guto Ferreira acumula problemas para escalar a Portuguesa para a próxima rodada do Campeonato Brasileiro. Ao todo, o treinador pode ter nada menos que cinco novos desfalques para o duelo contra o líder Botafogo, neste domingo, às 16 horas, no Canindé.

O meia Cañete e os atacantes Diogo e Gilberto terão de cumprir suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo. Enquanto isso, o zagueiro Moisés Moura está fora por expulsão. A lista pode aumentar caso o volante Moisés, com dores musculares, não reúna condições de jogo.

Além destes jogadores, Guto Ferreira conta com 11 jogadores lesionados ou em fase de recuperação. Entre eles, estão os laterais Alê e Ivan, os zagueiros Lima e Lucas Silva, o volante Muralha, os meias Souza, Washington e Henrique, e os atacantes Diego Viana, Michel e Romão.

De todos, quem mais está próximo de retornar é o meia Souza. Caso ele seja liberado pelos médicos, a dúvida ficaria entre o meia Jean Mota e o atacante Bruno Moraes. Já na vaga de Moisés, a opção seria a entrada do volante Corrêa.

Na defesa, como Lima dificilmente conseguirá se recuperar, Diego Augusto deve ser escalado ao lado de Valdomiro. Já no ataque a expectativa é pela entrada de Neílson, contratado do Londrina-PR.

A boa notícia fica apenas para o retorno de Rogério, que estava suspenso, na vaga de Jean Mota na lateral esquerda. "Estamos mostrando que podemos brigar pela vitória contra qualquer um. Nosso único propósito é vencer e afastar o time das últimas posições", afirmou.

Na 18.ª posição, com 13 pontos, a Lusa deve entrar em campo com a seguinte formação: Lauro; Luis Ricardo, Diego Augusto, Valdomiro e Rogério; Ferdinando, Bruno Henrique, Willian Arão, Moisés (Corrêa) e Souza (Bruno Moraes); Neílson.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.