Portuguesa aposta nos detalhes

Não existe ninguém mais otimista no Canindé do que o técnico Gallo. Depois de aceitar o desafio de assumir a Portuguesa de Desportos, o lanterna do Campeonato Paulista, com a missão de livrá-lo do rebaixamento, ele traça planos detalhados, muitos escondidos à sete chaves, para atingir seu objetivo. Admite apenas afirmar claramente que "o futebol está repleto de detalhes". Desta forma, Gallo pretende trabalhar um a um os sete jogos restantes no Paulistão, a começar pelo Atlético, domingo à tarde, em Sorocaba. "São tantos detalhes envolvidos num jogo destes, que se não houver um planejamento e se o mesmo não for cumprido à risca, tudo vai por água abaixo", diz o técnico, lembrando as atitudes tomadas por Vanderlei Luxemburgo, a quem auxiliou no Santos, ano passado. O técnico lembra que se trata de um jogo de seis pontos, onde os dois times estão ameaçados pelo descenso e, consequentemente, vivem debaixo de forte pressão psicológica. "Então é este lado psicológico que deve ser aflorado", revela. A Lusa tem a vantagem de vir de um grande resultado, que foi a vitória sobre o Palmeiras, por 2 a 1. "Aquilo é mesmo passado e ainda temos uma longa caminhada na competição", conclui. Gallo não abre o jogo, mas demonstra uma certa inquietação sobre a possibilidade da arbitragem favorecer o adversário. "Não posso acreditar que nenhum destes juizes aí seja de esquema, mas o Guarani reclamou muito no último jogo contra eles", cita. Domingo, em Campinas, o Atlético empatou, em 1 a 1, com o Guarani, gerando protestos formais dos campineiros sobre a atuação do árbitro Paulo José Danelon. Enquanto Gallo se preocupa com detalhes, os jogadores trabalharam duro, nesta quarta-feira, em dois períodos. Pela manhã realizaram treinos físicos e técnicos, priorizando as finalizações. À tarde houve um treino tático, acompanhado pelos olhos atentos do técnico. Ele só deve definir o time no coletivo de sexta-feira, mas já confirmou que Rodrigo Pontes, após cumprir suspensão automática, vai ocupar a vaga de Raí, expulso contra o Palmeiras. Falta definir o substituto do zagueiro Pereira, que pegou três jogos de gancho no TJD e apenas cumpriu um por sua expulsão no jogo ainda diante do Marília.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.