Portuguesa consegue virada heroica sobre o América-MG

A Portuguesa conseguiu, de forma heroica, a reabilitação no Campeonato Brasileiro da Série B. Nesta terça-feira, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG), venceu o América-MG por 3 a 2, pela 25.ª rodada. O resultado foi conquistado no segundo tempo, quando a Lusa estava com um jogador a menos por causa da expulsão de Glauber.

AE, Agência Estado

29 de setembro de 2010 | 00h07

A vitória, porém, não alterou tanto a posição da Lusa na tabela de classificação. Ela continua em oitavo lugar, com 37 pontos, esquecendo a derrota para o Bragantino na última rodada. Em sete jogos em Minas Gerais, esta é a primeira vitória da Portuguesa, que tinha três derrotas e três empates. Já o América continua no G-4, o grupo de acesso, mas agora em quarto lugar, com 43 pontos.

Depois de quase jogar a toalha e reconhecer que a Lusa estava sem rumo e pisando em areia movediça, o técnico Vadão resolveu mudar meio time. No meio de campo, ganhou força com as entradas dos volantes Rai e Glauber para as saídas de Acleisson e Athirson, respectivamente. No ataque, colocou Malaquias no lugar de Zé Carlos para ganhar velocidade. Com dois volantes bem no desarme e no passe, ficou fácil para que os meias Marco Antônio e Héverton dominassem o meio de campo.

Do outro lado, jogando em casa, o técnico Mauro Fernandes optou por atuar com dois atacantes de área, com as mesmas características, com a entrada de Jandson ao lado do veterano Fábio Júnior. Com os laterais americanos bem marcados, a bola simplesmente não chegou até os dois atacantes.

Mais bem armada, a Portuguesa passou a criar as chances de gols, em princípio, com chutes de longa distância. E abriu o placar aos 36 minutos, numa cobrança de falta de Marco Antônio. Ele soltou a bomba e a bola entrou no ângulo esquerdo de Flávio, que nada pode fazer. O goleiro americano ainda fez duas boas defesas antes do intervalo.

No segundo tempo, Fernandes tentou corrigir o seu erro na escalação ao colocar o rápido Thiago Silvy na vaga do pesado Jandson. Mas a Portuguesa se perdeu em apenas cinco minutos de forma até infantil. Aos 15 minutos, Glauber deu uma entrada violenta sobre Leandro Ferreira e foi expulso. Três minutos depois, após cruzamento pelo alto, Maurício subiu com Fábio Junior e tocou o braço na bola. O árbitro, muito rigoroso, interpretou como intencional e marcou pênalti, muito contestado pelos paulistas. Na cobrança, Fábio Júnior deslocou o goleiro Weverton.

O América continuou melhor e virou aos 27 minutos, de novo com Fábio Júnior. Ele pegou o rebote do goleiro Weverton, após chute à queima roupa de Thiago Silvy. Mas o árbitro compensou e marcou pênalti inexistente de Otávio sobre Fabinho. Na cobrança, aos 31, Marco Antônio bateu forte, a bola tocou nas mãos de Flávio, mas entrou. O inesperado aconteceu aos 38, quando Athirson fez o terceiro gol da Lusa. Ele tinha acabado de entrar e apareceu sozinho na pequena área para cabecear. A virada estava consumada, com tom heroico.

Os dois times voltam a campo na próxima sexta-feira na abertura da 26.ª rodada. O América vai até Goiânia medir forças com o Vila Nova, invicto há dez rodadas. A Portuguesa vai receber, no Canindé, o Paraná. Os dois jogos começam às 21 horas.

Ficha técnica

América-MG 2 x 3 Portuguesa

América-MG - Flávio; Gabriel, Preto (Laécio) e Otávio; Marcos Rocha, Leandro Ferreira, Dudu, Irênio e Jean Batista; Jandson (Thiago Silvy) e Fábio Júnior. Técnico: Mauro Fernandes.

Portuguesa - Weverton; Paulo Sérgio, Preto Costa, Maurício e Fabrício (Guigov); Rai, Glauber, Marco Antônio e Héverton (Marcos Paulo); Fabinho (Athirson) e Malaquias. Técnico: Oswaldo Alvarez (Vadão).

Gols - Marco Antônio, aos 36 minutos do primeiro tempo; Fábio Júnior, aos 19 (pênalti) e aos 27, e Marco Antônio (pênalti), aos 31, e Athirson, aos 38 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Otávio, Marcos Rocha, Irênio e Leandro Ferreira (América-MG); Héverton, Malaquias, Fabrício, Maurício e Marco Antônio (Portuguesa).

Cartão vermelho - Glauber (Portuguesa).

Árbitro - Célio Amorim (SC).

Renda - R$ 2.860,00.

Público - 207 pagantes.

Local - Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.