Portuguesa define futuro na quarta-feira

Quando chegaram ao Canindé, em novembro, os diretores da Ability Sports & Management tinham como primeiro objetivo levar a Portuguesa à reta final do Campeonato Paulista. A empresa de marketing esportivo do Rio reformulou e reforçou o elenco com a contratação de 17 jogadores, mas viu seus planos frustrados, devido à fraca campanha do time na primeira fase do estadual. A Portuguesa foi apenas a sétima colocada do Grupo 1, com 10 pontos em nove jogos, somando duas vitórias, quatro empates e três derrotas, culminando com a desclassificação no empate contra o América, por 2 a 2, domingo, em casa. O futuro da equipe e até da parceria entre o clube e a Ability Sports só começará a ser definido pelos dirigentes a partir desta quarta-feira, quando jogadores e comissão técnica se reapresentam no Canindé. Uma coisa é certa: o técnico Leônidas Barbosa, que comandou o time nos dois últimos jogos do Paulista, não ficará no cargo e uma nova comissão técnica será contratada para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. A estréia da Portuguesa está marcada para 23 de abril, contra o América/MG, em Belo Horizonte. Também existe a possibilidade de alguns atletas deixarem o clube nos próximos dias, já que alguns, como os laterais Alessandro e Edu Silva, o volante Paulo Isidoro e o meia Luciano Souza, assinaram compromisso apenas até o final do Campeonato Paulista. Outros, como o meia-atacante Rodrigo Cabral e o centroavante Lucas, teriam sido sondados por outras equipes. A maioria do grupo, no entanto, tem contrato até o final do ano.

Agencia Estado,

15 de março de 2004 | 16h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.