Portuguesa demite técnico Vágner Benazzi após goleada em MG

Clube decide dispensar o treinador após mais um insucesso no Brasileirão; ele comandava o time desde 2006

AE, Agencia Estado

20 de julho de 2008 | 09h03

Vágner Benazzi não é mais o técnico da Portuguesa. Ele foi demitido depois da goleada por 4 a 1 para o Ipatinga pelo Campeonato Brasileiro, no sábado, em Minas Gerais. O resultado deixou a Lusa na 14.ª colocação, com 15 pontos - três acima da zona de rebaixamento. A decisão foi tomada pelo presidente do clube, Manuel da Lupa. Benazzi assumiu o comando técnico da Portuguesa em dezembro de 2006. Na ocasião, ele conseguiu evitar o rebaixamento do time para a Série C. Em 2007, Benazzi realizou um trabalho de recuperação na equipe e foi campeão paulista da Série A-2, além de conquistar uma das quatro vagas para a elite do Brasileirão deste ano.   Na última quarta-feira, Benazzi chegou a entregar o cargo após a vitória sobre o Náutico por 3 a 2, de virada, no Canindé. O treinador não gostou de ser criticado por parte da torcida e disse que "sofria perseguição de uma parte da diretoria". Mas Benazzi continuou na Lusa depois de uma reunião com Manuel da Lupa.   No entanto, a situação de Benazzi ficou insustentável depois da goleada para o Ipatinga. Em reunião na noite de sábado, ainda em Minas Gerais, Manuel da Lupa optou por demitir o treinador.   O nome do substituto ainda não foi definido. Já Benazzi aguarda uma proposta para comandar um novo clube - o nome do treinador chegou a ser comentado no Santos, após a derrota para o Figueirense na última quarta.   Atualizado às 14 horas para acréscimo de informação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.