Portuguesa e Guarani abrem a Série A-2 nesta quinta-feira

O Campeonato Paulista da Série A-2 começa a ser disputada nesta quinta-feira, com a realização de apenas um jogo, que foi antecipado da segunda rodada - a primeira rodada acontece só no fim de semana. E o confronto de abertura reúne justamente os dois times mais tradicionais da competição: Portuguesa e Guarani se enfrentam no Estádio do Canindé, a partir das 20h30. Na disputa da competição, que dá direito a quatro vagas na primeira divisão estadual de 2008, Portuguesa e Guarani tentam recuperar o prestígio depois da péssima temporada que tiveram no ano passado. Além de cair no Paulistão, o Guarani teve o 2006 marcado também pelo rebaixamento para a Série C do Campeonato Brasileiro. Já a Portuguesa foi para a A-2, mas conseguiu se manter na Série B do Nacional, com uma vitória salvadora na última rodada do campeonato. ?Foi um momento muito difícil, mas aquilo é passado. Não podemos ficar presos a uma coisa que aconteceu e esquecer do futuro. Mudamos tudo para fazer um novo clube?, afirmou o técnico do Guarani, Waguinho Dias. Desde que subiu para a elite, em 1949, o time de Campinas não disputava a segunda divisão do Paulista. Após os dois rebaixamentos em 2006, a diretoria do Guarani aposta em uma mudança geral. O teto salarial foi reduzido de R$ 35 mil para apenas R$ 7 mil. Além disso, 14 jogadores foram contratados, boa parte deles desconhecidos da torcida. O mais famoso é o goleiro Buzzetto, ex-Remo. Para o jogo desta quinta-feira, em São Paulo, Waguinho Dias deve mandar a campo um time cauteloso, depois de detectar falhas nas derrotas em amistosos para SEV e Paulista. A expectativa é de que apenas Éder atue no ataque do Guarani. Já a Portuguesa também promoveu uma reformulação em seu elenco depois da temporada 2006. O atacante Alex Alves, o meia Cléber e o zagueiro Leonardo Silva foram embora do clube. E os maiores reforços são o atacante Rivaldo, ex-Paulista, e o zagueiro Samuel, ex-Ituano. Para a estréia, o técnico Vágner Benazzi resolveu fazer mistério. Ele escondeu a escalação sob a alegação de que tenta evitar dar informações para o adversário. "Tenho algumas dúvidas ainda e não posso revelar o time. Além disso, o Guarani poderia tirar proveito disso para armar um novo esquema?, afirmou o comandante da Portuguesa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.