Portuguesa empata com Paulista e aumenta jejum de vitórias

Time do técnico Vágner Benazzi fica no 1 a 1 em Jundiaí e completa quatro jogos sem derrota

06 de fevereiro de 2008 | 21h42

A Portuguesa começa a se distanciar dos líderes no Campeonato Paulista. O time lusitano empatou com o Paulista, por 1 a 1, na noite desta quarta-feira, no Estádio Jayme Cintra, em Jundiaí, pela sétima rodada da competição. Veja também: Resultados e calendário Classificação Essa é a quarta partida seguida sem vitória da Lusa, que soma agora nove pontos e pode se aproximar da zona de rebaixamento com o complemento da rodada. O time da casa, que também não vence há três jogos, segue em péssima situação. Está em penúltimo, com apenas cinco pontos. O Paulista começou o jogo pressionando e abriu o placar logo no primeiro minuto. O lateral Marco Aurélio, que atuou improvisado no meio-campo, levantou em cobrança de falta pelo lado esquerdo, o volante Réver desviou de cabeça e o goleiro André Luiz espalmou. No rebote, o zagueiro Diego Padilha acertou uma "meia-bicicleta" para marcar. Paulista1Adinam; Bruno Ribeiro, Réver, Diego Padilha e Eduardo (Marcelo Toscano); Devas    , Jairo, Marco Aurélio e Ricardinho; Tiago Tremonti (Júlio César) e Neto BaianoTécnico: GibaPortuguesa1André Luiz; Bruno Rodrigo, Júlio Santos    (Marcelo de Faria) e Marco Aurélio    ; Dias    , Erick     (Claudecir), Carlos Alberto, Rogério (Ramón), Preto e Osmar; ChristianTécnico: Vágner BenazziGols: Diego Padilha, a 1 minuto do primeiro tempo. Bruno Rodrigo, aos 5 minutos do segundo tempoÁrbitro: Antonio Rogério Batista do PradoRenda: R$ 19.210,00Público: 1.559 pagantesEstádio: Jayme Cintra, em Jundiaí-SP Passada a pressão inicial dos donos da casa, a Portuguesa dominou o jogo, explorando principalmente as costas do lateral-direito Bruno Ribeiro. A Lusa criou pelo menos três boas chances. Na melhor delas, aos 17, o meia Rogério recebeu passe de cabeça de Christian, na área, e finalizou para grande defesa do goleiro Adinam. Com a derrota parcial, o técnico Vágner Benazzi decidiu voltar do intervalo com uma formação mais ofensiva. Ele tirou o zagueiro Júlio Santos, que recebera o cartão amarelo, para a entrada do atacante Marcelo de Faria. Com isso, a Lusa abandonou o 3-6-1 e retornou no tradicional esquema 4-4-2. Com a nova formação, a equipe rubro-verde demorou muito para empatar. Aos cinco, Preto cobrou escanteio pela direita e o zagueiro Bruno Rodrigo desviou de cabeça, na primeira trave, para deixar tudo igual. Depois disso, as duas equipes se alternaram no ataque, mas criaram muito pouco.  No próximo domingo, às 18h10, o Paulista volta a campo para enfrentar o São Caetano, no Estádio Bruno José Daniel, em Santo André. Enquanto isso, a Portuguesa vai até Mirassol jogar contra o time da casa, no sábado, às 18h10, no Estádio José Maria de Campos Maia.

Tudo o que sabemos sobre:
Paulistão A-1PortuguesaPaulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.