Portuguesa espera clima de guerra contra Guarani pela Série A2

Bastaram três rodadas para o clima na Portuguesa mudar da água para o vinho. Após três vitórias consecutivas, o time trocou a briga contra o rebaixamento pela luta no G8 - zona de classificação - da Série A2 do Campeonato Paulista. E, para seguir embalado, o time trata o clássico contra o Guarani, na próxima sexta-feira à noite, em Campinas, como uma verdadeira decisão.

Estadão Conteúdo

09 de março de 2016 | 21h00

Com a experiência de ter defendido clubes como São Paulo, Cruzeiro, Atlético-MG e o próprio Guarani, o volante Renan tratou de deixar claro o tamanho da importância neste confronto direto. "Nós já sabemos como será enfrentar o Guarani em Campinas por conta de toda a rivalidade. Será uma guerra", destacou o meio-campista de 30 anos.

O duelo colocará frente a frente não apenas dois postulantes ao acesso, mas também os dois clubes mais tradicionais da competição. Com a última vitória, por 3 a 2 sobre o Independente, a Portuguesa encaixou uma sequência de três resultados positivos. Isso não ocorria há quase três anos.

A boa fase recolocou o time comandado por Ricardinho entre os primeiros colocados com 19 pontos. Antes de emplacar a sequência de vitórias, a Portuguesa estava à beira da zona de rebaixamento, com apenas dez pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
Portuguesa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.