Portuguesa espera dinheiro de Celsinho

Bem ao estilo São Tomé, só vendo para crer, os dirigentes da Portuguesa vivem a expectativa pela efetivação da venda do meia Celsinho para o Lokomotiv Moscou, da Rússia, por US$ 7 milhões. O clube só dará o negócio como fechado após o recebimento do dinheiro. Mesmo assim, deve ficar com um valor bem menor, uma vez que metade do atestado liberatório pertence ao próprio garoto de 17 anos e aos seus procuradores. O primeiro passo real para o acerto vai acontecer na noite deste domingo, quando o jogador viajará para realizar exames médicos. A perspectiva é de que o clube receba o valor combinado em janeiro. Independente do negócio, a diretoria tentará renovar alguns contratos e reformular o elenco, seguindo orientação do técnico Giba, que na última segunda-feira acertou sua permanência no Canindé. Segundo o diretor Fernando Gomes, a Portuguesa vai ?manter os pés no chão?, não abrindo mão da sua política de contenção de gastos e contrária ao pagamento de altos salários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.