Portuguesa ganha tempo para definições

Com alguns problemas de contusão e uma série de dúvidas, o técnico Gallo resolveu deixar para o coletivo programado para esta sexta-feira à tarde a definição do time da Portuguesa de Desportos. Mas manteve o firme propósito de buscar a reabilitação dentro do Campeonato Paulista, diante do Marília, domingo, às 16hs, no estádio do Canindé. Além de ganhar mais 24 horas para pensar, o técnico vai usar este tempo para motivar seus jogadores. A comissão técnica vê uma evolução tática do grupo, a partir de um melhor condicionamento físico, comprovando os erros cometidos no início da temporada com o atraso na apresentação dos jogadores e também na chegada de reforços. Galo, porém, prefere canalizar suas energias somente para o presente, de olho no futuro. "Duas vitórias vão nos deixar fora da zona do rebaixamento e servirão como motivação para o término da competição", prevê o treinador, que proibiu a palavra rebaixamento dentro do Canindé. Gallo aproveitou a quinta-feira para fazer mais experiências no time, comandando um treino técnico-tático pela manhã com muitas finalizações, cruzamentos e algumas jogadas ensaiadas. À tarde reforçou a parte tática e explicou como quer ver seu time em campo: "Precisamos jogar compactos na defesa mas, ao mesmo tempo, chegar em bloco no ataque. O futebol moderno é muito competitivo, onde a participação de todos é fundamental". Mas ele já viu um pouco disso no empate sem gols com o União São João, em Araras, apesar do goleiro Gléguer ter sido considerado o melhor em campo. As boas novas do dia foram as liberações do atacante Cléber e do zagueiro Pereira para os treinamentos físicos. Eles vinham sendo poupados. Apenas o meia Fabrício, com dores musculares, ficou de fora. Se as dúvidas para definir o time vão terminar nesta sexta-feira à tarde, vai persistir a incerteza sobre a destino do clube dentro do Paulistão. Por enquanto, a situação é ruim, com apenas sete pontos e na penúltima posição, além da ingrata missão de se recuperar diante de um adversário que vem em ascensão. Nos últimos dois jogos em casa, o Marília aplicou duas goleadas de 4 a 0 sobre a Internacional e diante do Mogi Mirim.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.