Portuguesa leva 7 a 0 do Comercial na Série A-2 do Campeonato Paulista

Time da capital é massacrado em Ribeirão Preto e continua com seis pontos no quadrangular final

Agência Estado,

13 de abril de 2013 | 21h17

RIBEIRÃO PRETO - Havia a expectativa de que a Portuguesa pudesse dar um largo passo, neste sábado, rumo à elite estadual em 2014. Mas tudo deu errado. Foi um verdadeiro desastre. Numa noite infeliz, a Lusa acabou goleada pelo Comercial, por 7 a 0, no Estádio Palma Travassos, pela terceira rodada do quadrangular final. Os dois times, agora, estão com seis pontos no Grupo 3.

Mas pelo saldo de gols, 7 a -5, a liderança é do Comercial. Em seguida aparece o Capivariano, com quatro, e o Catanduvense, com um ponto. Pela manhã, em Capivari, houve empate por 2 a 2, entre Capivariano e Catanduvense. A quarta rodada será disputada só no outro domingo, dia 21. A Lusa vai receber o Comercial no Canindé, enquanto o Catanduvense vai pegar o Capivariano, em Catanduva.

QUATRO GOLS NO COMEÇO - O Comercial entrou em campo num ritmo alucinado diante de uma Portuguesa lenta, desligada. Com isso, o time da casa abriu 4 a 0 ainda no primeiro tempo, com gols de Acleisson, aos 14, Macena, de cabeça, aos 20, e aos 32 minutos; e Leandro Oliveira, aos 40.

Na etapa final, a Portuguesa não se encontrou em campo. E sofreu mais três gols, marcados por Leandro Oliveira, de voleio, aos 6, Macena, aos 17 e Paulo Ricardo, aos 39 minutos. "Não deu certo, precisamos apagar este jogo de nossas memórias", lamentou o técnico Péricles Chamusca, da Lusa, ao final do jogo.

Para o Comercial esta foi a segunda goleada por 7 a 0 na temporada. Na 19.ª rodada da fase de classificação, este foi o placar conquistado diante do Juventus, outro time da capital. "Nós jogamos para vencer, mas não esperávamos tantos gols", admitiu Luis Carlos Martins, técnico do time de Ribeirão Preto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.