Portuguesa luta contra o desânimo

Quando todos esperavam que a Portuguesa de Desportos fosse encontrar o caminho certo sob o comando do técnico Gallo, a derrota para a Internacional, por 2 a 1, em Limeira, deixou uma nova dúvida no Canindé. O técnico, porém, não perde a confiança e acredita que pode acertar o time para o Campeonato Paulista, mesmo tendo vários problemas para tentar a reabilitação diante do União Barbarense, em São Paulo."Nós jogamos bem em Limeira e perdemos por circunstâncias do jogo, mas estamos evoluindo", garante Gallo mesmo com a situação complicada na tabela de classificação. Após oito rodadas, a Lusa ainda continua na zona do rebaixamento, com apenas cinco pontos e na penúltima posição. Mas ele assegura que fez um planejamento em cima dos jogos restantes no Paulistão e que é possível escapar do rebaixamento. "Mas temos que nos agrupar jogo a jogo", alerta. Trocando em miúdos, ele terá que superar os problemas de momento.Três jogadores estão fora de cogitações. O meia-atacante Cléber está com uma lesão na coxa direita, o meia Wilton Goiano sofreu uma luxação no ombro direito, enquanto o zagueiro Alexandre Lopes vai passar, nesta terça-feira, por uma cirurgia no joelho esquerdo e está fora dos planos durante toda a competição. Por outro lado, dois jogadores estão de volta. O meia Wesley reiniciou os treinos fisicos, após se recuperar de lesão muscular. Já o lateral-esquerdo Ronildo está à disposição depois de cumprir doi s jogos de suspensão. Ele pode ser usado também no meio campo.Além dos problemas e dúvidas técnicas, Gallo terá que trabalhar o aspecto psicológico para motivar o elenco após novo tropeço.Até agora já foram cinco derrotas. "O jogador nunca pode perder a confiança e precisa sempre acreditar na virada", receita Gall o. Mas não era bem desta forma que os jogadores se apresentaram no Canindé, nesta segunda-feira à tarde, para os treinamentos regenerativos com o fisicultor Manoel Faleiro. Cabisbaixos e tristes os jogadores não escondiam o abatimento. Os reservas se liv raram deste ambiente carregado participando de um jogo-treino no Centro de Treinamento do Parque Ecológico contra os juniores sob os olhares atentos do próprio Gallo. Talvez em busca de uma solução para tantos problemas.Sem tempo para treinar, a comissão técnica programou para a manhã de terça-feira, a partir das 9 horas, um técnico-tático seguido de um rápido coletivo. Será a única chance para definir os titulares que vão tentar a reabilitação. Pelo menos os jogadores vão estar descansados e concentrados, uma vez que guardam regime de concentração desde esta segunda-feira num hotel no bairro de Santana.

Agencia Estado,

21 de fevereiro de 2005 | 18h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.