Portuguesa marca no fim e derrota Paulista no Estadual

Com 1 a 0 sobre time de Jundiaí, Lusa vai para nona posição e ainda sonha com próxima fase

AE, Agência Estado

09 de abril de 2011 | 20h59

JUNDIAÍ - A Portuguesa segue viva no Campeonato Paulista. Com um gol marcado pelo atacante Jael aos 46 minutos do segundo tempo, ela venceu o Paulista por 1 a 0, no estádio Jayme Cintra, em Jundiaí, neste sábado, pela 18.ª e penúltima rodada, e continua com chances de classificação. Esse resultado foi bom para a Ponte Preta, que carimbou o passaporte para as quartas de final sem precisar entrar em campo neste domingo.

O resultado não foi nada bom para o Paulista, que segue em oitavo lugar com 25 pontos, mas corre sérios riscos de ficar fora das quartas, já que na última rodada terá pela frente o Santos, na Vila Belmiro. Enquanto isso, a Portuguesa subiu para o nono lugar e tem a mesma pontuação que o time de Jundiaí, ficando atrás apenas devido ao saldo de gols: 2 contra 0. A Lusa vai se despedir diante do São Bernardo, no Canindé.

Quem comemorou o tropeço do time de Jundiaí foi a Ponte Preta, que garantiu a classificação de forma antecipada sem precisar entrar em campo neste domingo contra o Oeste, em Itápolis. Os campineiros se encontram na sexta colocação, com 29 pontos, e não podem mais ser alcançados por Paulista e Portuguesa.

Como só a vitória interessava para os dois times, Paulista e Portuguesa fizeram um primeiro tempo bastante equilibrado e com muitas chances de gols, mas ninguém conseguiu balançar as redes. Na melhor das oportunidades, Hernane chegou a driblar o goleiro Weverton, mas na hora da finalização pegou errado e bateu na trave, levando os torcedores no Jayme Cintra à loucura.

O time do Canindé também chegou com perigo em alguns lances, principalmente em chutes de fora da área. No final da etapa inicial, Ivo tabelou com Marcelo Cordeiro e chutou por cima do gol. O goleiro Felipe Alves já estava batido no lance e apenas acompanhou a trajetória da bola.

Diferente do primeiro tempo, o Paulista voltou melhor do intervalo e criou as principais chances de perigo. Na melhor delas, Baiano invadiu a área e bateu rasteiro, mas a bola desviou na chuteira de Domingos e foi pela rede do lado de fora.

Quando parecia que o jogo terminaria empatado, a Portuguesa fez o gol da vitória aos 46 minutos. Jael aproveitou cruzamento e se antecipou ao goleiro Felipe Alves, que saiu mal. Quase que os visitantes fizeram o segundo no minuto seguinte novamente com o atacante, que bateu rasteiro para boa defesa de Alves.

PAULISTA - 0 - Felipe Alves; Weldinho, Henrique, Eli Sabiá e Rodrigo Sabiá; João Paulo, Fábio Gomes, Baiano (Fabiano) e Diego Barboza (Marquinhos); Hernane e Vanderlei (Tutinha). - Wagner Lopes.

PORTUGUESA - 1 - Weverton; Marcos Pimentel, Domingos, Maurício e Marcelo Cordeiro; Ferdinando, Guilherme, Henrique (Ronaldo) e Ivo (Ananias); Luís Ricardo (Rafael Silva) e Jael. - Jorginho.

Gol - Jael, aos 46 minutos do segundo tempo. Cartões amarelos - Hernane (Paulista); Domingos (Portuguesa). Árbitro - Raphael Claus. Renda - Não disponível. Público - 1.610 pagantes. Local - Estádio Jayme Cintra, em Jundiaí (SP).

Veja também:

PAULISTÃO - tabelaClassificação | listaResultados

especialCALENDÁRIO - O caminho de cada time 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.