Portuguesa perde da Santista no Canindé

Um dia depois de perder o técnico Gallo para o Santos, a Portuguesa de Desportos perdeu também o caminho das vitórias dentro do Campeonato Paulista. Na noite desta quarta-feira, pela 14ª rodada, o time dirigido pelo preparador de goleiros Serginho Miranda foi derrotado, por 2 a 1, em pleno estádio do Canindé, na Capital, para a Portuguesa Santista. O resultado acabou dificultando a saída do time paulistano da zona do rebaixamento, já que caiu uma posição e ocupa agora a 18ª colocação, com 13 pontos. De pouco parece ter adiantado as duas vitórias fora de casa diante do Palmeiras (2 a 1) e Atlético Sorocaba (2a 0). A Santista chegou a 19 pontos e à 11ª posição na tabela. Jogando em casa e dependendo de um bom resultado, a Portuguesa começou com uma mentalidade ofensiva, trabalhada pelo técnico interino Serginho Miranda. A Santista, um tanto mais comedida, também tinha suas armas para tentar chegar ao gol, principalmente pela direita. Mas aos 20 minutos foi o time da casa que abriu o marcador. Após cruzamento de Rodriguinho, Washington tentou, Ronaldo defendeu e, no rebote, o zagueiro Altair bateu com força para abrir o placar. Depois do gol a Lusa passou a atuar com um pouco menos de responsabilidade. Talvez por isso não tenha conseguido evitar o gol de empate do time santista, aos 34 minutos. Parral desceu pela direita e achou Rodriguinho livre na frente do goleiro Gléguer. O atacante chutou com violência e igualou o placar. No final, aos 40 minutos, a Portuguesa ainda acertou uma bola no travessão do goleiro Ronaldo. A Portuguesa voltou para a segunda etapa desatenta e acabou surpreendida com um gol logo aos nove minutos. O volante Magal apareceu como elemento surpresa, avançou pela esquerda e bateu cruzado, sem chance para o goleiro Gléguer. O gol abalou nitidamente o time da casa. Sem padrão de jogo e já desanimado com o resultado, o time da Portuguesa praticamente não atacava. A Santista, por sua vez, reforçou sua defesa com a entrada do zagueiro Edinho Baiano substituindo o ala Jaílson, que deixou o time com três zagueiros. No final, para eliminar de vez qualquer chance de reação dos donos da casa, o atacante Oliveira, que havia acabado de entrar para tentar o empate, acabou expulso. A Portuguesa volta a campo, pela 15ª rodada do Campeonato Paulista, no próximo sábado, dia 26, às 16 horas, para enfrentar o Paulista, em Jundiaí. A Portuguesa Santista joga no mesmo dia, às 18 horas, contra o Ituano, em Santos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.