Portuguesa pode ficar sem Leonardo

Mesmo garantindo que a prioridade na Portuguesa para 2006 é manter a base do time que disputou o Campeonato Brasileiro da Série B, a diretoria certamente terá dificuldades para manter no clube alguns jovens talentos. Com a transferência do atacante Celsinho para o Lokomotiv Moscou praticamente acertada, o próximo na mira de grandes clubes é o lateral-esquerdo Leonardo, de 20 anos. Advindo no futebol de várzea de São Paulo, o atleta ganhou boa projeção na Série B deste ano, sendo apontado pelo próprio técnico Giba como um dos destaque do time. ?Ele é um jogador que evoluiu muito. Tem muita força na arrancada ao ataque, já sabe marcar e fazer a cobertura. É um garoto de futuro?. Para o presidente Manuel da Lupa, no entanto, ainda é cedo para a saída de Leonardo do Canindé. ?Queremos mantê-lo por mais um ano. Ele ainda não jogou tudo o que sabe?. Mesmo pretendendo montar um time forte para a disputa do Campeonato Paulista e Brasileiro Série B, uma proposta tentadora pode desfalcar a Lusa de suas revelações. Na lista de interessados, estão Santos e um clube japonês. ?Não acredito que o Santos tenha dinheiro para bancar uma contratação deste valor. No caso dele querer ir para o exterior, não podemos segurar. Até porque ninguém na Portuguesa é invendável?, garantiu o presidente. O contrato de Leonardo com a Lusa vai até dezembro de 2008 e a multa rescisória gira em torno de R$ 10 mil atualmente para o Brasil. Em caso de transferência para o exterior, este valor dobraria para cerca de R$ 20 milhões.

Agencia Estado,

01 de dezembro de 2005 | 19h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.