Portuguesa pronta para surpreender

A Portuguesa vai disputar o Brasileiro com um time bastante reformulado, com atletas de pouca expressão mas com um projeto ambicioso: surpreender as grandes equipes, consideradas favoritas e, depois de 29 anos, voltar a conquistar um título - o último triunfo foi no Campeonato Paulista de 1973, ainda assim dividido com o Santos. Para isso, a diretoria apostou em uma mescla de atletas experientes com jovens revelações do clube. "Traçamos algumas metas, a primeira é classificarmos entre os oito. Depois, passar para a próxima fase e assim, chegarmos à final e ao título", revelou o técnico Edu Marangon. "Se não tivermos ambição, vamos esperar o quê na competição?´´, indagou. "Não queremos chegar no fim do ano e dispensar 15 jogadores." Após fracassar no Torneio Rio-São Paulo e Copa do Brasil, a diretoria da Lusa dispensou 18 atletas, reduzindo a folha de pagamento de R$ 1, 2 milhão para R$ 500 mil por mês. Dividiu os atletas em três classes: jogadores consagrados, R$ 30 mil por mês; medianos, R$ 20 mil; e jovens promessas, R$ 10 mil. O experiente goleiro Bosco, o volante Marcus Vinícius e o atacante Ricarco Oliveira são as exceções, recebendo R$ 50 mil mensais. No novo elenco, formado por 27 jogadores, apenas 9 são remanescentes da péssima campanha do primeiro semestre, 10 foram contratados, Cléber devolvido pelo Fortaleza e outros 7 promovidos das categorias de base, todos campeões da Taça São Paulo de Juniores, em janeiro. O técnico Edu Marangon aposta todas as suas fichas nos gols de Ricardo Oliveira e na habilidade do meia Arílson, principal reforço. "Vai ser uma competição muito difícil, mas vou brigar pela artilharia", promete Ricardo. O zagueiro Ageu e o volante Marcus Vinícius serão os responsáveis por orientar os companheiros dentro de campo. "Gritar, orientar, é uma forma de mostrar personalidade. Mas acima de tudo, a gente também tem de saber ouvir as orientações de um companheiro", afirma Ageu. "Assim se forma um time vencedor." Time-base: Bosco; Alexandre Chagas, César, Argeu e Ivandro; Marcus Vinícius, Rocha, Sandro Fonseca e Arílson; Alex Alves e Ricardo Oliveira. Técnico: Edu Marangon.

Agencia Estado,

09 Agosto 2002 | 12h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.