Portuguesa quer ?caldeirão? no Canindé

?Temos de fazer do Canindé um caldeirão?. Esse é o pedido do volante Rai e dos outros jogadores da Portuguesa para a seqüência da Série B do Brasileiro. E o primeiro jogo do time na segunda fase será neste sábado, às 16 horas, contra o Guarani. O maior público em casa foi na derrota para o Grêmio, por 2 a 1, no último dia 21. Pouco mais de 6 mil torcedores assistiram à partida, um número ainda baixo para um time que busca o acesso. ?Hoje a Portuguesa está em uma fase mais importante e tenho certeza que o torcedor vai comparecer?, afirmou o técnico Giba. ?Contra o Grêmio ainda estávamos para se classificar, era uma situação bem diferente?. O fato de estrear a segunda fase atuando no Canindé foi bastante comemorado na Portuguesa. ?Começar esta nova fase em casa vai ser muito bom. Dá uma motivação a mais. Queremos ver o Canindé lotado?, disse Rai. ?Eu gostei de poder estrear em casa. Vai ser bom?, resumiu Giba. Mesmo esperando um bom número de torcedores, a diretoria ainda não definiu se vai haver uma promoção de ingressos. ?Vamos resolver isso amanhã (quarta)?, disse Fernando Gomes, diretor de futebol do clube. O elenco segue treinando em Itu, longe da badalação da capital paulista. A volta está programada para quinta e um último treino deve ser realizado na manhã de sexta, no Canindé. ?Está sendo bom esses dias em Itu. Em São Paulo os jogadores já chegam estressados aos treinos?, confessou Giba. ?Aqui os atletas ficam mais concentrados e os treinamentos acabam rendendo mais?. A Portuguesa está no Grupo B, que conta ainda com Náutico e Marília, que se enfrentam em Recife, no sábado à tarde. A segunda fase da Série B começa na sexta-feira, com dois jogos pelo Grupo A: Santo André x Grêmio e Avaí x Santa Cruz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.