Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Portuguesa quer esquecer tropeços e se concentra no jogo com o Criciúma

Lusa vem de duas derrotas consecutivas e quer evitar o retorno à zona de rebaixamento

AE, Agência Estado

14 de outubro de 2013 | 19h04

SÃO PAULO - A campanha de recuperação da Portuguesa foi, de repente, quebrada com duas derrotas consecutivas, para o Goiás no Canindé e o Atlético-PR em Curitiba. Mas os tropeços não foram suficientes para devolver o time para a zona do rebaixamento do Brasileirão, fato destacado pelo técnico Guto Ferreira. Ele quer ver seus jogadores pensando "jogo a jogo" e olhando para frente. Nesta quarta-feira, a Lusa fará outro confronto direto, dessa vez diante do Criciúma.

"Será outra pedreira. Não podemos ficar olhando no retrovisor, mesmo porque ele é pequeno. Temos que olhar para frente, porque nossa visão e horizonte são bem maiores", filosofou Guto Ferreira. O treinador lamentou a falta de atenção no início da derrota por 1 a 0, quando levou o gol do Atlético-PR no jogo de domingo, que deixou a Lusa na 14ª posição, com 34 pontos. Está, portanto, apenas dois pontos à frente do Criciúma, o primeiro time na zona de rebaixamento.

Guto Ferreira apontou o gol sofrido logo aos dois minutos do primeiro tempo como determinante para a derrota para o Atlético-PR, no Estádio Durival de Britto. Na visão dele, a Lusa poderia ter saído, no mínimo, com um empate de Curitiba. "Quando se toma um gol logo no início, você precisa correr mais. Além do desgaste físico, há também o desgaste psicológico pela necessidade de fazer um gol", afirmou o técnico.

O zagueiro Valdomiro será desfalque certo para a partida contra o time catarinense. Ele recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Atlético-PR e deve ser substituído por Lima. A dúvida é a presença do atacante Gilberto, que foi vetado de última hora, no jogo passado, por conta de uma lesão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.