Portuguesa Santista critica árbitro

A derrota nos pênaltis para o União Barbarense, no domingo, ainda irrita a comissão técnica e os jogadores da Portuguesa Santista. Para eles, o grande responsável pelo resultado negativo no Campeonato Paulista foi o árbitro Romildo Corrêa. O maior motivo para reclamação foi a cobrança de pênalti do atacante Mauro, defendida pelo goleiro do time de Santos. O árbitro mandou a cobrança ser repetida alegando que o goleiro Róbson havia se mexido. Na segunda oportunidade, Mauro não desperdiçou e acabou determinando a vitória da equipe de Santa Bárbara."O jogo foi muito bom, mas não sei para que complicar no final?", questiona o técnico Muricy Ramalho. Irritado, ele diz, inclusive, que sua equipe é quem merecia vencer. "Criamos as chances de gols e merecíamos a vitória", avalia o treinador da Santista.Para Muricy, o goleiro Zetti, do Barbarense, também se mexeu nas cobranças dos pênaltis e nada foi marcado. "O Zetti saía do gol antes da cobrança e o juiz não mandou voltar. O critério tem que ser igual para todos", pede o técnico.Apesar das críticas, a Portuguesa Santista promete não se abalar. "Aconteceu, então é passado. Agora vamos treinar para evitar que o jogo vá para os pênaltis. Na minha cobrança, méritos para o Zetti, que fez a defesa", elogia o experiente volante Capitão, que perdeu o pênalti decisivo.De folga nesta segunda-feira, o elenco volta a treinar na manhã de terça-feira, no estádio Ulrico Mursa, onde a Santista está com 100% de aproveitamento no campeonato. O próximo jogo pelo Paulista será sábado, em casa, contra o São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.