Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Portuguesa sofre com atraso no pagamento dos jogadores

Até mesmo a torcida está do lado dos jogadores e pede para que dívidas sejam quitadas

AE, Agência Estado

11 de outubro de 2013 | 19h21

SÃO PAULO - A derrota para o Goiás, por 2 a 1, na quinta-feira, no Canindé, não só encerrou uma série de seis vitórias seguidas como mandante, como escancarou um problema da Portuguesa: os atrasos dos pagamentos. Ao final do jogo, até mesmo a torcida se posicionou a favor dos jogadores e cobrou da diretoria o pagamento dos atrasados, para que os mesmos possam buscar a reabilitação contra o Atlético-PR, neste domingo, em Curitiba.

Os dirigentes da Portuguesa têm evitado falar sobre o assunto, mas o vice-presidente do clube, Roberto dos Santos, já garantiu que apenas dois meses dos direitos de imagem é que estão vencidos. "Os salários e os bichos estão em dia", destacou. Apesar dos atrasos, o meia Souza garante que a última derrota não tem relação com uma possível queda de rendimento da Portuguesa, que ocupa a 13.ª colocação, com 34 pontos. Como porta-voz do elenco, ele garantiu que deu voto de confiança à diretoria e assegurou que a postura será a mesma. "O torcedor pode ficar tranquilo. Que diretoria faça a parte dela porque nós vamos fazer nossa parte", afirmou.

Apesar do último tropeço, o técnico Guto Ferreira deve mandar a campo a mesma formação que iniciou o jogo contra o Goiás. Mesmo porque, ele não tem jogadores suspensos. Por outro lado, os meias Washington e Henrique e os atacantes Diogo, Diego Viana e Romão seguem lesionados.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPortuguesa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.