Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Portuguesa suporta pressão e vence Náutico de virada

A Portuguesa passou um grande sufoco para vencer o Náutico, por 3 a 2, e se reabilitar com uma emocionante virada, nesta quarta-feira à noite, no Estádio do Canindé, pela 12.ª rodada do Brasileirão. A equipe começou perdendo por 2 a 0, mas depois empatou e fez o gol da vitória, aos 45 minutos do segundo tempo, com o estreante Jonas.Depois de três derrotas consecutivas, a Portuguesa chegou aos 15 pontos. O Náutico, dirigido interinamente por Levi Gomes, continua com 17 pontos. O técnico Pintado, contratado para o lugar de Leandro Machado, viu a derrota das arquibancadas.Sob os protestos de um grupo de torcedores, os paulistas entraram em campo muito nervosos e erravam muitos passes. O alvo principal das críticas era o técnico Vágner Benazzi, que resistiu firme a um grupo, em torno de 30 torcedores, atrás o banco de reservas aos gritos e xingamentos. Dentro de campo, porém, o time sucumbiu à pressão. Aos 14 minutos, a defesa foi envolvida por um toque em diagonal que pegou Felipe livre na frente do estreante goleiro Sérgio. O atacante deslocou e abriu o placar. Para piorar, o Náutico ampliou aos 32 minutos. Gilmar aparou cruzamento para o gol: 2 a 0. Na volta do intervalo, o meia Carlos Alberto apareceu no lugar do zagueiro Marco Aurélio, numa demonstração de que a Lusa iria para o ataque. Aos três minutos, de falta, Edno diminuiu.Com Vaguinho no lugar de Rogério, a Portuguesa foi em busca do empate. Aos 38 minutos, Patrício se livrou da marcação e soltou a bomba, empatando. Quase ao final do tempo regulamentar, Jonas pegou de primeira um rebote da defesa e virou o jogo.No sábado, a Portuguesa vai enfrentar o Ipatinga, no interior mineiro, enquanto o Náutico recebe, domingo, o Internacional, no Estádio dos Aflitos.Ficha técnica:Portuguesa 3 x 2 NáuticoPortuguesa - Sérgio; Patrício, Bruno Rodrigo, Marco Aurélio(Carlos Alberto) e Ralph (Jonas); Erick, Gavilán, Preto e Edno; Diogo e Rogério (Vaguinho). Técnico: Vágner Benazzi.Náutico - Eduardo; Radamés (Roger), Negretti, Vágner e Everaldo; Ticão, Alceu, Itaqui e Paulo Santos (Hélton); Felipe e Gilmar (Kuki). Técnico: Levi Gomes (interino).Gols - Felipe, aos 14 e Gilmar, aos 32 minutos do 1.º tempo. Edno, aos 3, Patrício, aos 38 e Jonas aos 45 minutos do 2.º tempo. Árbitro - Ricardo Marque Ribeiro (MG).Cartões amarelos - Marco Aurélio, Vaguinho e Preto, Jonas e Roger.Público - 2.266 pagantes.Renda - R$ 29.400,00.Local - Estádio do Canindé, em São Paulo (SP).

AE, Agencia Estado

16 de julho de 2008 | 22h58

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPortuguesaNáutico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.