Portuguesa traz mais um reforço de ataque, Alemão, ex-Santos

Sem vencer há mais de dois meses e em penúltimo na Série B, clube não para de contratar e agora acerta com atacante da Ponte Preta 

Estadão Conteúdo

14 de agosto de 2014 | 19h56

Sem vencer há mais de dois meses - a última vitória foi um 2 a 1 sobre o América-MG no dia 3 de junho -, a Portuguesa enfrenta uma das maiores crises de sua história. Mesmo assim, o clube segue se reforçando na esperança de fugir do rebaixamento no Campeonato Brasileiro da Série B. Nesta quinta-feira, acertou a contratação de Alemão, atacante que pertence à Ponte Preta, mas estava disputando o Brasileirão pela Chapecoense.

O jogador já era desejado desde que sinalizou que estava insatisfeito em Chapecó (SC). Ele chega para o clube paulista por empréstimo junto à Ponte Preta até o final da temporada. Todo o salário será pago pela Portuguesa. O Avaí, que disputa a Série B, também estava atrás dele.

Revelado pelo Santos em 2008, Alemão chegou a ser indicado como o "novo Robinho", mas não rendeu o esperado. Vendido ao Udinese, da Itália, retornou ao Brasil em 2012, quando se destacou sendo artilheiro no Catanduvense e depois no Guaratinguetá. No ano seguinte, foi contratado pela Ponte Preta, clube em que ainda tem contrato, mas não agrada ao torcedor.

Com 25 anos, Alemão se enquadra no perfil de atacante pedido pelo técnico Silas. Logo em sua chegada, ele pediu à diretoria um jogador mais experiente e que tivesse capacidade de atuar tanto como um ponta quanto como um homem de área.

Enquanto uns chegam, outros vão embora. O departamento de futebol deve divulgar, nos próximos dias, uma lista de dispensas com jogadores recém-chegados, mas que não agradaram. Por mais que a diretoria ainda não confirme, nomes como os de Pedro Oldoni, Rafael Perez e Bryan Aldave devem deixar o Canindé. O motivo seria os altos salários recebidos por estes jogadores.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPortuguesasérie b

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.