Portuguesa vai ao Rio atrás da 1ª vitória como visitante

A Portuguesa quer aproveitar o ambiente conturbado do Flamengo para, enfim, vencer o seu primeiro jogo como visitante no ano de 2012. Os dois times se enfrentam, nesta quinta-feira, às 21 horas, no estádio Engenhão, no Rio de Janeiro, pela 12.ª rodada do Campeonato Brasileiro. A baixa será o volante Guilherme, que não será usado porque pode ser negociado com o Corinthians.

AE, Agência Estado

26 de julho de 2012 | 06h40

A última vitória longe do Canindé aconteceu na despedida da Série B do ano passado, quando bateu o Icasa por 2 a 0, em Juazeiro do Norte (CE). Desde então, o clube já realizou 18 partidas fora de seus domínios. Foram seis empates e 12 derrotas considerando Campeonato Paulista, Copa do Brasil e Brasileirão.

Apesar do péssimo retrospecto, a Portuguesa tem como motivação justamente a sua última atuação como visitante no empate contra o Corinthians, por 1 a 1, no Pacaembu. O jogo foi equilibrado e o time apresentou evolução, principalmente na marcação. Mesmo assim, o resultado manteve a equipe na zona de rebaixamento, com nove pontos.

Para esta partida, o principal desfalque será o volante Guilherme, que nem viajou ao Rio de Janeiro. A Portuguesa pretende negociá-lo, provavelmente com o Corinthians, e não quer vê-lo estourar o limite de sete jogos - o jogador já fez seis.

Por conta disso, o técnico Geninho decidiu mudar o esquema e voltará para uma formação com três zagueiros. Rogério, que estava suspenso, formará o trio de defesa junto com Gustavo e Valdomiro, que foi elogiado no jogo passado e será mantido. O restante do time deve ser o mesmo.

Geninho garante, porém, que a presença de três zagueiros não é sinônimo de retranca. "Nossa intenção é pressionar o Flamengo desde o começo do jogo. A torcida deles é apaixonada e ajuda muito, mas também cobra. Vamos tentar usar isso a nosso favor", argumentou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoPortuguesa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.