Portuguesa vence Botafogo-SP por 3 a 0 e respira no Campeonato Paulista

Com o resultado, Lusa sobe para a 12.ª posição e time de Ribeirão Preto cai para a lanterna

AE, Agência Estado

12 de fevereiro de 2012 | 21h53

SÃO PAULO - O torcedor da Portuguesa já estava sentindo falta, mas finalmente viu seu time vencer e convencer no Campeonato Paulista. Em uma partida sem grandes sustos, a Lusa venceu o Botafogo por 3 a 0, na noite deste domingo, no Canindé, em São Paulo, no encerramento da sétima rodada.

Com esta importante vitória, o time paulistano volta a respirar no campeonato e se aproxima da zona de classificação. Agora, está no 12º lugar, com nove pontos. Já o Botafogo caiu para a última colocação, com três pontos, chegando a sua sexta derrota em sete partidas.

Quem não deve ter gostado nada do viu é o técnico Vágner Benazzi, contratado pelo clube de Ribeirão Preto para a vaga de Lori Sandri. Ele assistiu tudo das tribunas. E agora vai tentar livrar o time do rebaixamento.

A Portuguesa mostrou logo no início que não estava disposta a decepcionar sua torcida novamente. No primeiro minuto, o lateral-esquerdo Marcelo Cordeiro cobrou falta na área e o lateral Luís Ricardo desviou de cabeça para abrir o placar. Após o gol, porém, o jogo ficou morno e teve poucos lances de perigo.

A rede só voltou a balançar na segunda etapa, em um lance muito parecido com o primeiro gol. Após cobrança de escanteio de Marcelo Cordeiro, o zagueiro Renato subiu no terceiro andar para desviar de cabeça. 

O terceiro e último gol saiu aos 36 minutos, em pênalti sofrido por Wilson Júnior. Na cobrança, o volante Léo Silva esbanjou categoria e bateu no canto direito do goleiro Juninho, que caiu para o lado oposto.

Na próxima sexta-feira, às 19h30, a Portuguesa volta a campo para enfrentar o XV de Piracicaba, no Canindé, em São Paulo. O Botafogo buscará a reabilitação contra o Mogi Mirim, no mesmo dia e horário, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto.

PORTUGUESA 3 X 0 BOTAFOGO

PORTUGUESA - Wéverton; Luis Ricardo, Rogério, Renato e Marcelo Cordeiro (Wilson Júnior); Léo Silva, Guilherme (Maylson), Boquita (Vandinho) e Henrique; Raí e Rafael Oliveira. Técnico: Jorginho.

BOTAFOGO - Juninho; Alessandro, Gustavo Bastos, Marquinhos e Paulinho (Cris); Vinicius, Leandro Carvalho, Alex Barros e Camilo; Fabinho (Talles Cunha) e André Dias (Clebinho). Técnico: Luis Fernando Paião (interino).

Gols - Luís Ricardo, a 1 minuto do primeiro tempo. Renato, a 1, e Léo Silva (pênalti), aos 36 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Fabinho, Guilherme, Luís Ricardo, Alessandro, Cris e Alex Barros.

Cartão vermelho - Marquinhos.

Árbitro - José Cláudio Rocha Filho.

Renda - R$ 18.160,00.

Público - 905 pagantes.

Local - Estádio do Canindé, em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.