Arquivo/AE
Arquivo/AE

Portuguesa vence Ituano fora de casa e volta ao G-4

Essa foi a quarta vitória consecutiva do time do Canindé, que tem os mesmo 30 pontos do São Paulo, terceiro

AE, Agencia Estado

22 de março de 2009 | 21h25

A Portuguesa confirmou ser mesmo a pedra no sapato dos grandes clubes para chegar às semifinais do Campeonato Paulista. A Lusa assumiu a quarta posição, com 30 pontos, ao vencer o Ituano por 2 a 0, neste domingo à noite, no Estádio Novelli Júnior, em Itu, no fechamento da 15.ª rodada. Dessa forma, deixou para trás Santos e Santo André, ambos com 27 pontos, que também estão na briga pela quarta vaga.

Veja também:

tabela Campeonato Paulista - Tabela e resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão 

A Lusa tem os mesmos 30 pontos do São Paulo, mas perde a terceira posição no saldo de gols: 13 a 7. Esta foi a quarta vitória consecutiva do time do Canindé sob o comando do técnico Paulo Bonamigo. Antes bateu Ponte Preta, Guaratinguetá e São Caetano, todos pelo mesmo placar de 1 a 0. O Ituano, que perdeu pela segunda vez seguida, pois tinha caído diante da Ponte Preta, por 2 a 1, permanece com 16 pontos, no 12.º lugar, ainda ameaçado pelo rebaixamento.

A vitória começou a ser construída no primeiro tempo, quando a Portuguesa teve muita facilidade para entrar na marcação do time da casa. Aos quatro minutos, Marco Antônio soltou a bomba de fora da área, obrigando o goleiro Diego a se esforçar todo para desviar. A bola ainda tocou no travessão antes de sair. O gol saiu aos 17 minutos. Após o escanteio cobrado por Marco Antônio, o zagueiro Bruno Rodrigo subiu bem entre os zagueiros e cabeceou bem.

O Ituano praticamente não ameaçou no primeiro tempo, além de escapar de sofrer outros gols. O ritmo foi mantido no início do segundo tempo, quando a Lusa perdeu chances reais com Christian, que chutou para fora, e com Erick, que marcaria o gol não fosse o corte, na pequena área, do zagueiro Thiago Bernardi.

A Portuguesa continuou mandando em campo, mas "caprichou" demais nas finalizações. Dessa forma, correu o risco até o final do jogo de sofrer o empate e perder pontos preciosos na sua luta pela classificação.

Muriqui teve duas chances de empatar para o ituano, sem contar que aos 37 minutos o zagueiro Ediglê colocou a mão na bola e acabou expulso. Ele já tinha cometido infração semelhante no primeiro tempo. Mas o golpe mortal aconteceu aos 40 minutos, quando Héverton fez belo lançamento para Edno. Ele entrou na área pelo lado direito e bateu cruzado, só tirando a bola do alcance do goleiro Diego. Um belo gol, o nono dele na competição.

Os dois times voltam a jogar nesta quarta-feira, a partir das 19h30, pela 16.ª rodada. A Portuguesa vai receber o Mirassol no Canindé, enquanto o Ituano enfrenta o Guaratinguetá fora de casa.

Ficha Técnica:

Ituano 0 x 2 Portuguesa

Ituano - Diego; Henrique (Peter Junior), Thiago Bernardi, Alex Fraga e Valmir; Reinaldo (Piauí), Serginho, Xaves e Muriqui; Alex Afonso e Ricardo Xavier (Moacir). Técnico: Zetti.

Portuguesa - Fábio; Bruno Rodrigo, Erick e Ediglê; César Prates, Guigov, Marco Antônio, Fellype Gabriel (Preto) e Athirson; Edno (Fernando) e Christian (Héverton). Técnico: Paulo Bonamigo.

Gols - Bruno Rodrigo, aos 17 minutos do primeiro tempo; Edno, aos 40 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Paulo César de Oliveira.

Cartões amarelos - Alex Fraga e Serginho (Ituano).

Cartão vermelho - Ediglê (Portuguesa).

Renda - R$ 12.435,00.

Público - 914 pagantes.

Local - Estádio Novelli Júnior, em Itu (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.