Portuguesa volta a sonhar com vaga

Depois de ficar seis jogos seguidos sem vencer e se aproximar da zona de rebaixamento, a Portuguesa conseguiu dois triunfos seguidos e amanhã, véspera do clássico contra o São Paulo, já sonha novamente com a classificação - o clube do Canindé está em 13º lugar no Campeonato Brasileiro, com 26 pontos. O técnico Edu Marangon, que chegou até a ser xingado pela torcida durante o jogo contra o Atlético-PR (1 a 1, no Canindé), voltou a ser elogiado, após os 2 a 0, diante do Guarani. "Futebol é assim mesmo, mas sempre deixei meu cargo à disposição da diretoria. Quando não estiverem mais satisfeitos com meu trabalho, vou embora." Marangon gosta de ressaltar as dificuldades que vem enfrentando. "Tivemos muitos problemas com suspensões e contusões. Assim fica difícil armar uma equipe", afirmou. A partida contra o Guarani foi a primeira, desde a segunda rodada, que Edu não teve desfalques com atletas suspensos. O mesmo acontecerá sábado, contra o São Paulo. Para o atacante Ricardo Oliveira, as vitórias sobre Santos e Guarani espantaram de vez a má fase. "Vencemos dois jogos consecutivos e estamos confiantes de novo. Vamos ganhar do São Paulo também", disse, deixando claro que ainda é cedo para falar em classificação. Contra o Guarani, o artilheiro e ídolo da torcida marcou outro belo gol de fora da área, acabando com um jejum que já durava mais de um mês. "Meus companheiros me apoiaram muito. Tentei fazer essa jogada algumas vezes, mas não deu certo. Mesmo assim, eles insistiram para eu continuar tentando", contou Oliveira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.