Posse de bola é arma holandesa em jogo cheio de faltas

Manter o controle da bola e cadenciar o jogo foi a principal arma da jovem Holanda para superar Sérvia e Montenegro por 1 a 0, em Leipzig, no encerramento da primeira rodada do Grupo C da Copa do Mundo. Os holandeses, que estiveram em vantagem no placar desde os 17 minutos da primeira etapa, tiveram 61% da posse de bola - índice que chegou a 64% no intervalo.O jogo foi um dos mais faltosos da Copa até agora: 38 infrações, 23 delas cometidas por holandeses, que abusaram das faltas no meio-de-campo para evitar ataques da Sérvia. Os perdedores, no entanto, foram mais violentos: receberam quatro cartões amarelos, contra dois dos holandeses.Um ponto em comum entre as seleções foi a falta de pontaria, com índice de acertos inferior a 50%: a Sérvia mandou no gol quatro de 11 chutes, enquanto a Holanda acertou 5 de 12 finalizações.Veja abaixo as estatísticas do jogo:Finalizações: Sérvia e Montenegro, 11; Holanda, 12 Finalizações certas: Sérvia e Montenegro, 4; Holanda, 5 Faltas cometidas: Sérvia e Montenegro, 15; Holanda, 23 Cartões amarelos: Sérvia e Montenegro, 4; Holanda, 2 Cartões vermelhos: Sérvia e Montenegro, 0; Holanda, 0 Escanteios: Sérvia e Montenegro, 6; Holanda, 4 Impedimentos: Sérvia e Montenegro, 2; Holanda, 3 Posse de bola: Sérvia e Montenegro, 39%; Holanda, 61% (com fifaworldcup.com)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.