Daniel Becerril/Reuters
Daniel Becerril/Reuters

Conheça rival do Palmeiras na estreia: Ulsan perde artilheiro e Tigres leva time completo ao Mundial

Equipe campeã da Libertadores aguarda confronto de quinta-feira para saber quem enfrentará na semifinal do torneio disputado no Catar

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

01 de fevereiro de 2021 | 08h00

Os dois possíveis adversários do Palmeiras na semifinal do Mundial de Clubes já estão no Catar, mas chegaram sob circunstâncias opostas para o torneio. O Tigres, do México, levou o time titular completo para a disputa do torneio. Já o Ulsan Hyundai, da Coreia do Sul, tenta se reestruturar após perder o grande goleador do time nas últimas semanas. O atacante brasileiro Júnior Negão não renovou contrato.

Favorito para avançar à semifinal, o Tigres tem como destaque o atacante francês André-Pierre Gignac. Revelado pelo Olympique de Marselha e com passagens pela seleção do seu país, o jogador de 35 anos está no clube desde 2015 e foi o artilheiro da Liga dos Campeões da Concacaf com seis gols. Um deles foi anotado na final contra o Los Angeles. No atual Campeonato Mexicano, anotou 14 gols em 21 jogos.

Os mexicanos desembarcaram na manhã de sábado no Catar e já iniciaram os treinamentos para o jogo de estreia, na próxima quinta-feira. O Tigres tem um elenco com vários estrangeiros graças principalmente ao aporte dos donos: a Universidade Autônoma de Nuevo León e a Cemex, multinacional fabricante de cimento. Um dos titulares é o volante brasileiro Rafael Carioca, ex-Atlético-MG. A única baixa é o uruguaio Nico López, ex-Inter. Com covid-19, ele não viajou e ficou no México. Nos últimos jogos ele era apenas reserva.

O time teve como uma das primeiras atividades no Catar uma palestra sobre arbitragem comandada pelo colombiano Óscar Ruiz, ex-árbitro Fifa. Logo depois, o elenco realizou o primeiro treino na Universidade do Catar, mesmo local utilizado pelo Ulsan Hyundai como preparação. O encontro dos dois times será na quinta-feira às 11h da manhã (horário de Brasília).

A equipe sul-coreana desembarcou nesta sem Júnior Negão. O atacante nascido em Salvador marcou os gols da vitória de virada sobre o Persepolis, do Irã, pela final da Copa Asiática, e fechou o ano de 2020 com números bastante positivos. Em 41 jogos, foram 35 gols marcados. No entanto, como não renovou contrato, deixou o clube na última semana.

A diretoria trouxe para o lugar dele o austríaco Lukas Hinterseer, que estava no Hamburgo, da Alemanha. O jogador é um dos poucos estrangeiros do elenco. O nome mais conhecido internacionalmente está no banco de reservas e acaba de ser contratado. O técnico Hong Myung-Bo é um ídolo do futebol local ao ter disputado quatro Copas pela Coreia do Sul e sido capitão na campanha do time de semifinalista no Mundial de 2002. O goleiro titular é Jo Hyeon-Woo, titular da seleção na última Copa, na Rússia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.