Possível demissão de Lopes só será discutida no Brasil

A derrota para o Tigres manteve complicada a situação do técnico Antônio Lopes no Corinthians, que está ameaçado de demissão pelos maus resultados dos últimos jogos. Uma definição de sua saída (se acontecer) só será em São Paulo, onde o time tem chegada prevista no final da tarde desta sexta-feira.O técnico, porém, segue ameaçado. "O sistema determina isso. Eu não sei, temos que elaborar primeiro como vamos jogar esse clássico, temos que pensar no próximo jogo da Libertadores. Vamos pensar melhor na chegada a São Paulo. E com o Lopes, claro. Não discutimos essa coisa (demissão)", afirmou o supervisor de Futebol, Paulo Angioni.Lopes, por sinal, deu entrevista coletiva normalmente e também lamentou o fato do time não ter aproveitado as chances que teve na primeira parte do jogo. "Infelizmente não aproveitamos as chances que tivemos e perdemos o jogo. Mas acredito que com dez pontos garantiremos a classificação", projeta o técnico. O Corinthians, agora, tem apenas quatro.O presidente da MSI, parceira do time, Kia Joorabchian, esteve no México assistindo ao jogo e não deu entrevista. Sobre o meia Tevez, que saiu de campo devido a dores no joelho, o diagnóstico da lesão só será feito quando o time chegar ao Brasil.O jogo - Essa derrota para o Tigres, por sinal, deve servir como ponto de referência para os jogadores do Corinthians buscarem a recuperação e uma vitória no clássico de domingo contra o São Paulo, pelo Campeonato Paulista."No primeiro tempo poderíamos ter virado ganhando e no segundo tempo tivemos a fatalidade de ter um expulso e logo depois saiu o gol. Agora é o momento de trabalhar", discursa o meia Ricardinho."Futebol é jogado dentro de campo e podemos ganhar do São Paulo. Temos uma viagem longa e independente disso somos profissionais e temos que jogar bem. Sobre o treinador, cabe a nós fazer um bom resultado para manter o técnico", disse o lateral-esquerdo Gustavo Nery, emendando o assunto sobre a possível demissão do técnico.Inocente - Marcelo Mattos se defendeu do lance que causou sua expulsão. "A bola sobrou, achei que daria para chegar e acabou acontecendo. Eu acho que peguei a bola e ele valorizou. Mas preciso ver na televisão", emendou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.