Possível manipulação não é inédita no futebol brasileiro

Casos semelhantes aconteceram em 2005 com a 'Máfia do Apito' e nos anos 80 com a 'Máfia da Loteria Esportiva'

Redação,

06 de dezembro de 2008 | 20h55

A denúncia da tentativa de manipulação em resultados de partidas no Campeonato Brasileiro não é inédita no futebol nacional. O escândalo mais recente aconteceu em 2005 e ficou conhecido como 'Máfia do Apito'.Veja também:Denúncia faz CBF trocar árbitro de Goiás x São Paulo Vote: Quem será campeão: São Paulo ou Grêmio? Simule os resultados da rodada final da Série A Brasileirão Série A - Classificação Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoNa ocasião, um grupo de apostadores em sites ilegais na internet negociou a manipulação de alguns resultados em jogos apitados pelo ex-árbitro Edilson Pereira de Carvalho. Ele acabou sendo afastado da arbitragem e o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) resolveu anular os 11 confrontos que ele havia comandado no torneio até o momento no Brasileirão.Após a polêmica, o Corinthians se sagrou campeão brasileiro e o vice Internacional disse ter sido prejudicado, pois com a repetição das partidas o alvinegro paulista conquistou quatro pontos extras.Outro caso famoso aconteceu no início dos anos 80, a chamada 'Máfia da Loteria Esportiva', revelado pela revista Placar. Na ocasião, a publicação descobriu que placares de partidas eram manipulados para favorecer os apostadores. Ninguém foi punido, mas a loteria perdeu credibilidade.

Tudo o que sabemos sobre:
Brasileirão Série Afutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.