Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Alexander Demianchuk
Alexander Demianchuk

'Posso jogar por mais quatro ou cinco temporadas', projeta goleiro Buffon aos 43 anos

Atleta assina contrato de dois anos com o Parma, time da Série B do Campeonato Italiano

Redação, Estadão Conteúdo

18 de julho de 2021 | 19h00

Gianluigi Buffon é o mais novo goleiro do Parma. Aos 43 anos, ele assinou um contrato de duas temporadas com a equipe que disputa a Série B do Campeonato Italiano. Em entrevista à Gazzetta Dello Sport, declarou ter certeza de que pode jogar bem nos próximos quatro ou cinco anos.

"Na minha idade, eu não tenho dúvidas sobre ter bom desempenho como goleiro. Eu tenho certeza de que posso ir bem", revelou o atleta que é considerado o maior goleiro da Itália em todos os tempos. O motivo de sua escolha pelo Parma foi por acreditar que se trata de "um time que tem todas as características certas para vencer este último desafio". 

Ainda na entrevista, Buffon comentou sobre alguns nomes da seleção italiana que ele considerou essenciais para a conquista da UEFA Euro 2020. "Chiellini e Bonucci são dois pontos de referência, duas bases, não é uma surpresa. As duas maiores surpresas, além de Verratti e Jorginho, são Chiesa e Donnarumma." A Itália bateu a Inglaterra na decisão da Eurocopa. 

Donnarumma foi eleito o melhor jogador da competição e, segundo Buffon, o atleta deve mirar a Bola de Ouro. "Quando você é jovem, a convicção não pode ser apenas de se satisfazer em campo, é preciso mirar no máximo. E Gigio tem de fazer isso", declarou em referência à possibilidade de ele ser eleito pela Fifa.

Buffon foi revelado pelo Parma, onde jogou profissionalmente entre 1996 e 2001. Na sequência, transferiu-se para a Juventus, onde ficou até 2018 e se tornou um grande ídolo. Passou uma temporada no PSG, da França, voltou à Juventus por dois anos e agora retorna para sua primeira casa no futebol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.