Ivan Storti/SantosFC
Ivan Storti/SantosFC

Pouco usado no Santos, Hernández indica chance de voltar ao Junior Barranquilla

"As negociações estão muito avançadas, há muito tempo tem se falado sobre isso"

Estadão Conteúdo

02 Janeiro 2018 | 16h06

Um ano após trocar o Junior Barranquilla pelo Santos, Vladimir Hernández pode fazer o caminho inverso. O atacante colombiano revelou que os clubes estavam em negociações avançadas sobre uma negociação, mas explicou que a recente mudança de diretoria no clube paulista pode travar o seu retorno ao clube onde iniciou a carreira.

 + Bruno Henrique é suspenso pela Conmebol e desfalca o Santos na Libertadores

"As negociações estão muito avançadas, há muito tempo tem se falado sobre isso. O Santos mudou de dirigentes, os novos começam a trabalhar em 2 de janeiro e é por isso que temos que esperar", disse, em entrevista ao canal de TV colombiano Win Sports, se referindo ao início do trabalho de José Carlos Peres, eleito para suceder Modesto Roma Júnior no clube, com seu mandato se iniciando nesta terça-feira.

Apesar da possibilidade de saída, Vladimir Hernández vai se reapresentar ao Santos nesta quarta-feira, quando o elenco inicia a preparação para a temporada 2018, depois do período de férias. Mas ele acredita que o seu futuro será definido nos próximos dias.

"Santos e Junior devem chegar a um acordo e depois vem a assinatura e os exames, mas até agora está tudo tranquilo. Até a primeira semana de janeiro pode ser decidido", acrescentou o atacante.

Hernández chegou ao Santos no início de 2017, com um contrato válido por cinco temporadas. O colombiano, porém, não conseguiu conquistar seu espaço no time, tanto que só começou jogando em dez das 27 partidas que disputou pelo clube. E esse pouco aproveitamento pode facilitar a sua mudança de clube.

"Não joguei muito, tive muitas poucas oportunidades. Houve muitas mudanças de técnicos em um ano e cada um tem seu ponto de vista e é algo que devo respeitar", afirmou o colombiano.

Mais conteúdo sobre:
futebol Santos Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.