Poucos privilegiados conseguem ver treino físico do Brasil

Os treinamentos da seleção brasileira na Alemanha serão fechados ao público - exceção feita ao de quinta-feira, em Offenbach, que será aberto -, mas poucos privilegiados conseguiram assistir ao treino físico e tático da equipe na manhã desta terça-feira (horário local), o primeiro já em Königstein. Cerca de 40 pessoas deram um jeitinho e viram a movimentação dos jogadores de uma escola que fica ao lado do CT Sport Park, o estádio da pequena cidade alemã.Muito animados e com cartazes de apoio à seleção de Carlos Alberto Parreira, os torcedores subiram até o segundo andar da escola, que já está em período de férias para não atrapalhar os treinamentos do Brasil. Outras pessoas conseguiram um espaço num local um pouco mais distante do campo, mas mesmo assim puderam ver os exercícios realizados pelos jogadores sob orientações dos preparadores físicos Moraci Sant´Anna e Paulo Paixão.A boa notícia do treino físico desta terça foi a presença do atacante Ronaldo. O jogador reclamava de muitas dores por causa de bolhas no calcanhar causadas por sua chuteira apertada no amistoso contra a Nova Zelândia, em Genebra (Suíça), no último domingo. Assim como fez na reapresentação depois da folga desta segunda, Ronaldo chegou ao estádio usando chinelos e só colocou o par de tênis no início do treinamento. E, aparentemente, não reclamou de dores.A seqüência da programação da seleção em Königstein prevê mais um treinamento nesta terça - será às 16h45 (11h45 no horário de Brasília). Outra seção dupla de treinos acontecerá na quarta e na sexta. Na tarde de quinta (horário local), acontecerá o treinamento aberto ao público em Offenbach. A viagem para Berlim - onde o Brasil estreará na Copa contra a Croácia, no dia 13 - será no domingo à noite.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.