Rodrigo Jiménez/EFE
Rodrigo Jiménez/EFE

Pragmático, Barcelona joga mal, mas bate o Leganés de virada e mantém a ponta

Com os três pontos conquistados fora de casa, time catalão abre vantagem sobre o Real Madrid, que tem jogos a menos

Redação, Estadão Conteúdo

23 de novembro de 2019 | 11h38

Mesmo jogando mal, com um futebol burocrático e pouco criativo, o Barcelona conseguiu vencer o lanterna Leganés de virada neste sábado, por 2 a 1, fora de casa e, assim, manter a liderança isolada do Campeonato Espanhol.

O time catalão soma 28 pontos e lidera com três de vantagem para o arquirrival Real Madrid, que ainda entra em campo neste sábado contra a Real Sociedad. O Leganés tem seis pontos e amarga a última colocação na tabela.

Vale ressaltar que Barcelona e Real Madrid têm um jogo a menos que os demais porque o clássico entre eles foi remarcado para o dia 18 de dezembro em razão dos protestos na Catalunha.

O desempenho do Barcelona na vitória suada sobre o lanterna da competição reforçou as fraquezas da equipe treinada por Ernesto Valverde, que passou a ser ainda mais contestado após a exibição de seus comandados. O futebol visto no Estádio Municipal de Butarque, em Leganés, deixou a desejar.

O Leganés surpreendeu no início da partida e abriu o placar com um golaço marcado por En-Nesyri. O marroquino acertou um lindo arremate colocado no ângulo direto de Ter Stegen.

Ameaçado pela possibilidade de ser derrotado pelo último colocado, o Barcelona teve superioridade na posse de bola, mas não parecia saber muito o que fazer com ela. Foi lento, muitas vezes apático e chegou pouco no campo de ataque.

A equipe catalã não viu suas estrelas brilharem e venceu em função da fragilidade do adversário e também pela eficiência nas bolas paradas, recurso muito utilizado ultimamente, visto que seis dos últimos sete gols foram marcados dessa maneira.

Os dois gols saíram na segunda etapa. Aos sete, Messi cobrou falta da intermediária e achou Suárez livre. O uruguaio cabeceou para o gol e empatou a partida. Aos 33, Vidal, que entrara no lugar de Griezmann no intervalo, aproveitou bate-rebate dentro da área após escanteio e cutucou para as redes. Posicionado perto da trave, o chileno estaria impedido caso a bola viesse de algum de seus companheiros, mas ela bateu na defesa e, por isso, o gol foi validado.

Na próxima quarta-feira, às 17 horas (de Brasília), o Barcelona volta a campo pela Liga dos Campeões. Líder do Grupo F, o time espanhol encara o Borussia Dortmund, da Alemanha, em duelo que vale a ponta da chave e também a classificação antecipada às oitavas de final. A partida será no Camp Nou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.