Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Prass acerta detalhes para renovar contrato com o Palmeiras

Atual vínculo do goleiro com equipe alviverde termina em dezembro

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

20 Agosto 2015 | 10h33

A vitória sobre o Cruzeiro por 2 a 1, pela Copa do Brasil, não foi a única boa notícia para a torcida do Palmeiras na quarta-feira. Antes do início da partida, o goleiro Fernando Prass revelou que tem negociações adiantadas para renovar contrato e tudo pode ser sacramentado até o fim de semana. O vínculo atual do camisa 1 palmeirense se encerra em dezembro deste ano e a tendência é que o acordo seja estendido por mais dois anos.

Os representantes do jogador tiveram duas reuniões com a diretoria do Palmeiras e conseguiram entrar em acordo em relação a questão financeira. Antes de a bola rolar no Allianz Parque, Prass admitiu que as negociações estão perto de um acerto. "Eu não estava na reunião, estava treinando. Mas tempo de contrato, valores e produtividade estão bem encaminhados. O Palmeiras quer que eu fique e eu quero ficar. Mais cedo ou mais tarde, tudo deve ser resolvido", disse o goleiro, que já disse diversas vezes que não gostaria que a renovação se tornasse uma "novela".

Após a partida contra o Cruzeiro, entretanto, Prass explicou que ainda faltam alguns detalhes importantes para o novo acerto. "A diferença está no contrato. O tempo de duração é o menos problemático. O modelo de produtividade que precisa ser definido e não foi definido ainda", explicou. "Se não tivesse nenhuma aresta para aparar, já teria saído. Só não saiu porque tem algumas diferenças. Estou aqui há três anos e conheço a realidade do Palmeiras", explicou.

Prass é um dos poucos jogadores do elenco do Palmeiras que não têm contrato de produtividade, pois ele chegou ao clube ainda na gestão Arnaldo Tirone. No novo acordo, seu vínculo também terá bônus por jogos disputados. "A conversa foi boa. Sou um cara otimista. Quando as partes querem, se chega a um acordo. Acho que é isso que vai acontecer", disse.

Com a renovação de Prass, quem deve deixar o clube é Aranha. Ele também tem contrato até o fim do ano e, como tem sido pouco aproveitado, a tendência é que o vínculo não seja renovado. Nos últimos meses, ele chegou a receber sondagens do Coritiba e do Atlético-PR, mas decidiu permanecer no Palmeiras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.