Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

'Prass não precisa provar nada no Palmeiras', defende Dudu

Atacante sai em defesa do goleiro, criticado após falha no clássico com São Paulo

O Estado de S. Paulo

29 Maio 2017 | 18h44

O goleiro Fernando Prass não se eximiu das duas falhas nos gols do São Paulo na derrota do Palmeiras por 2 a 0 no clássico, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro. Diante das críticas disparadas contra o camisa 1, o atacante Dudu saiu em defesa do companheiro de equipe em entrevista coletiva nesta segunda-feira. 

"Prass não precisa provar nada (no Palmeiras), uma semana atrás estava todo mundo pedindo ele na seleção", afirmou.

Capitão do Palmeiras, Dudu também encarou com naturalidade as provocações do São Paulo, que colocou uma valsa como trilha sonora em alusão aos 15 anos de tabu no Morumbi. Ainda assim, fez questão de cutucar o time tricolor.

"Normal, fazer o quê? Eles ganharam, a gente tem de aguentar. É igual quando eles vêm aqui, eles tomam quatro, três, gol de cobertura, e têm de aguentar também. Ainda tem o jogo de volta, eles sabem que jogar aqui é muito difícil, mas temos que esperar", disse. O próximo encontro entre as equipes está agendado para a 22ª rodada do Brasileirão, no fim de semana do dia 26 de agosto.

Desde a reinauguração do estádio remodelado, o Palmeiras venceu as quatro partidas sobre o São Paulo, com placares robustos. Em 2015, o triunfo por 3 a 0 teve direito a gol de cobertura de Robinho em Rogério Ceni. Neste ano, o time alviverde repetiu o placar e a bela jogada, dessa vez aplicada por Dudu sobre Denis.

Para o atacante, o tropeço fora de casa não vai abalar o Palmeiras para a sequência de jogos na temporada. "Está no começo do campeonato ainda. Se for olhar, ano passado a gente teve uma vitória, depois uma derrota, aí começamos a deslanchar no campeonato. Acho que não abala nada. Na quarta é outro campeonato, totalmente diferente. É um jogo muito difícil contra o Inter, mas esperamos sair com a classificação".

Apesar da vantagem construída no jogo de ida, Dudu espera um jogo difícil contra o Internacional, na quarta-feira, no Beira-Rio, pela Copa do Brasil. "Eles vão vir muito motivados. É o único jeito de eles chegarem na Libertadores ano que vem. Estão jogando só duas competições e pouparam jogadores contra o Paysandu, para estarem inteiros. O Inter, como a gente fala, é um time de Série A que, por acaso, está na B."

O Palmeiras só precisa do empate para avançar às quartas de final. O atacante, por sua vez, quer sair do Beira-Rio com a vitória. "Essa vantagem só vai valer lá para os 35 minutos do segundo tempo. Se não tivermos feito gol, vamos segurar nossa vantagem. Mas a gente tem de entrar lá para fazer gol, para jogar. É isso que vamos fazer na quarta."

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.