Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Prass se oferece para divulgar pequenos negócios e Marcos se dispõe a ajudar desempregados

Ex-goleiros do Palmeiras encontram formas diferentes de ajudar os atingidos economicamente pela crise causada pelo novo coronavírus

Redação, O Estado de S. Paulo

21 de março de 2020 | 20h42

Dois ex-goleiros do Palmeiras se ofereceram para ajudar pessoas afetadas pela crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus. Fernando Prass, que hoje atua no Ceará, ofereceu suas redes sociais para divulgar pequenos negócios de São Paulo, Ceará ou Rio de Janeiro que estejam sofrendo. Horas depois, o pentacampeão Marcos disse que irá pagar seis meses de salários a dez pessoas que tiverem perdido os empregos na crise.

"Durante os próximos 14 dias, coloco meu stories à disposição do pequeno empresário", postou Prass, ressaltando que não se responsabiliza pela qualidade do serviço divulgado e que mostrará um a cada dia.

Depois, Marcos postou que ajudará dez pessoas por seis meses com um salário mínimo. "Bora sair de discursinho de internet e ajudar na prática!! Cada um faz o que pode!! Deus nos abençoe!", escreveu Marcos.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Bora sair de discursinho de internet e ajudar na prática!! Cada um faz o que pode!! Deus nos abençoe!

Uma publicação compartilhada por MARCOS (@marcosgoleiro_12) em

A pandemia do novo coronavírus deve ter efeitos desastrosos para a economia brasileira. O governo federal reduziu a previsão do crescimento do PIB de 2,1% para 0,02%, equanto outros economistas preveem até mesmo queda. Os pequenos negócios devem ser os que mais vão sofrer e, com isso, demitir mais funcionários, principalmente em setores como o aéreo, turismo e o hoteleiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.