Cesar Greco/Agência Palmeiras
Cesar Greco/Agência Palmeiras

Prass sobre renovação de Valdivia: 'Já tenho meus problemas'

Goleiro do Palmeiras prefere não comentar sobre o companheiro

DANIEL BATISTA, O Estado de S.Paulo

13 Março 2015 | 13h09

Um dos assuntos mais comentados atualmente no Palmeiras é o futuro de Valdivia. O chileno tem contrato até o dia 17 de agosto e ainda negocia sua permanência. O goleiro Fernando Prass, um dos líderes do elenco, preferiu se esquivar sobre o tema, por respeito ao diretor de futebol, Alexandre Mattos.

"Eu já tenho problemas demais para resolver. É até indelicado falar alguma coisa, assim como não gostaria que o Mattos viesse e falasse que eu deveria defender a bola de uma certa forma", disse o goleiro.

Prass deixou claro que concorda com a declaração do presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, que disse, em entrevista ao Globoesporte.com que o chileno desmotivado é um problema. "Qualquer jogador desmotivado é um problema. Eu desmotivado sou um problema. Isso é óbvio. Qualquer jogador desmotivado, não vai render o que você está pagando para ele e ainda vai puxar uns dois ou três para baixo. Claro que ele está triste e abalado por ficar três meses sem jogar, mas não o vejo desmotivado", assegurou.

O goleiro tem contrato até dezembro e ainda nem pensou sobre seu futuro. A ideia é focar na sequência da temporada e conseguir vencer o XV de Piracicaba, domingo, no Allianz Parque, para evitar que a derrota para o Santos ainda cause desconforto na equipe. Aliás, o fato de o Palmeiras ter completado dez clássicos consecutivos sem vencer não é algo que parece preocupar o jogador de 36 anos.

"Os números são complicados de analisar. Se pegar os últimos anos e transportar para esse, é um time completamente diferente. Tem que analisar os números deste ano. Não vencemos dois clássicos. Claro que nos mostra que precisamos melhorar e ser mais competitivos, mas não podemos ganhar dois ou três clássicos e achar que resolvem os problemas".

Ao entrar em campo neste domingo, Fernando Prass vai completar 100 jogos com a camisa do Palmeiras. Ele chegou ao clube em dezembro de 2012.

Mais conteúdo sobre:
futebol Palmeiras Fernando Prass Valdivia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.