Nilton Fukuda|Estadão
Nilton Fukuda|Estadão

Pratto festeja fase artilheira no São Paulo, mas ressalta jogo coletivo

Em apenas dois jogos, atacante soma três gols marcados

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

21 Fevereiro 2017 | 22h45

O atacante Lucas Pratto foi o jogador mais aplaudido após a vitória do time sobre o São Bento por 3 a 2, pelo Campeonato Paulista. Ele fez dois gols no duelo e chegou a três com a camisa do São Paulo em apenas duas partidas. Apesar de ser herói no confronto, ele prefere enaltecer o grupo e seus companheiros.

"Fazer gols é importante, pois sempre penso em marcar, mas só tive as chances porque coletivamente o time foi bem. Acho que nós precisamos melhorar a compactação, pois sofremos muitos contra-ataques. O time criou muitas jogadas e eu pude concluir", afirmou o argentino. "Chegar fazendo gol dá confiança. Se coletivamente o time não gera situações, o atacante não fará gols. É um jogo coletivo", continua.

Ele lembra que o time precisa tentar corrigir os erros para não sofrer tanto. "Estou feliz. O time está chegando no ataque e estou colocando a bola dentro. O importante é que temos de tentar conseguir isso. Infelizmente erramos muito e temos de seguir trabalhando para não sofrer tanto", diz.

Ele sabe que a disputa no ataque será acirrada e festeja ter bons companheiros ao lado. "Tem o Cueva, que não teve uma noite feliz com finalizações, mas ele tinha de bater o pênalti. Tem o Chávez, Luiz, Gilberto, Neilton. Acho que jogo a jogo vamos melhorar. O Rogério é um cara muito simples. Trabalhar com treinador que é ídolo do clube é muito mais fácil", conclui.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.