Precisão nos chutes garante vitória do Brasil contra Gana

Na vitória de 3 a 0 do Brasil contra Gana, nesta terça-feira, em Dortmund, a seleção surpreendeu jogando nos contra-ataques, mas não na pontaria precisa tão característica da equipe brasileira, que finalizou bem menos do que Gana, mas diferente dos africanos, teve um incrível aproveitamento de 92% de acertos neste importante fundamento.A surpresa da partida foi no quesito posse de bola. Diferente do estilo de segurar muito a bola no pé durante os jogos, a seleção apostou no contra-ataque e teve 48% de posse contra 52% de Gana, que não aproveitou o domínio territorial e não foi decisiva como a seleção.Aliás, a precisão em momentos importantes foi o ponto forte do Brasil, e também foi onde os africanos mostraram que ainda têm muito o que aprender. A seleção finalizou 11 vezes e errou só uma. Gana chutou 18 bolas contra a meta de Dida, mas acertaram dez.Os africanos, como era esperado, fizeram muito mais faltas que os brasileiros. Gana cometeu 24 infrações, sendo advertida seis vezes com cartões amarelos. Além de uma expulsão, a do atacante Gyan Asamoah. O Brasil fez 18 faltas e levaram dois cartões amarelos.Zé Roberto foi escolhido pela segunda vez o melhor jogador da partida pela Fifa. A primeira foi no jogo contra a Austrália. O meia do Bayern de Munique foi o altor do terceiro gol brasileiro, aos 39 minutos do segundo tempo. Aliás, um belo gol que surgiu de um lançamento longo de Ricardinho (que substituiu Kaká na etapa final) que Zé Roberto dominou, driblou o goleiro de Gana e deu um leve toque para as redes.Veja abaixo as estatísticas do jogo:Finalizações: Brasil, 11; Gana, 18 Finalizações certas: Brasil, 10; Gana, 7 Faltas cometidas: Brasil, 18; Gana, 24 Cartões amarelos: Brasil, 2; Gana, 6 Cartões vermelhos: Brasil, 0; Gana, 1 Escanteios: Brasil, 3; Gana, 4 Impedimentos: Brasil, 5; Gana, 4 Posse de bola: Brasil, 48%; Gana, 52% Melhor jogador da partida: Zé Roberto (Brasil)(Com fifaworldcup.com)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.