Prefeito ameaça expulsar Flamengo

O prefeito de Paraíba do Sul, Rogério Onofre de Oliveira, ameaçou expulsar a delegação do Flamengo da cidade, onde o clube realiza sua pré-temporada, se a equipe não jogar com o uniforme oficial o amistoso desta terça-feira, pela comemoração do aniversário de 159 anos do município, contra um time local. "Tem que jogar com a camisa oficial, porque isso foi acordado anteriormente. Uniforme de treino é um desrespeito com a população que tratou o Flamengo com carinho", esbravejou o prefeito. Contrariado, o político disse que vai tomar todas "as medidas cabíveis" para que o Flamengo cumpra sua parte no acordo. O técnico do Flamengo, Carlos Alberto Torres, fez críticas a atitude de Oliveira. "Ninguém manda no Flamengo a não ser a diretoria do clube", afirmou. "Talvez o prefeito tenha falado com emoção. Nós já tínhamos pensado em abrir uma exceção, por ser aniversário da cidade." Torres ainda explicou o porquê da possibilidade de não escalar os meias Juninho Paulista e Leonardo na estréia da equipe no Torneio Rio-SP, contra o Palmeiras, domingo. A principal preocupação do treinador é a de preparar a equipe para a decisão da Copa Mercosul, no dia 24, em Buenos Aires, quando não vai poder escalar os dois jogadores.

Agencia Estado,

14 de janeiro de 2002 | 19h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.