Ivan Storti/ Santos FC
Ivan Storti/ Santos FC

Prefeitura não amplia lockdown, e Santos treinará no CT após voltar da Argentina

Equipe santista encara o San Lorenzo em busca de vaga na fase de grupos da Libertadores 2021

Redação, Estadão Conteúdo

01 de abril de 2021 | 16h36

O Santos voltará a trabalhar em seu Centro de Treinamento, na Baixada santista, na próxima semana. A prefeitura não vai ampliar o lockdown na cidade, imposto para o combate à covid-19 até o domingo. Como enfrenta o San Lorenzo, terça-feira, em Buenos Aires, o retorno para casa será apenas após o jogo na Argentina.

Desde a proibição das atividades físicas em grupos na cidade, que o Santos trabalha em Atibaia, no interior do estado. De lá vai para Buenos Aires, onde realizará um último treino antes do jogo da fase prévia da Libertadores.

Em reunião por teleconferência, o prefeito de Santos anunciou que as nove cidades da Baixada Santista optaram pelo fim do lockdown, rebaixando-as para a fase emergencial, menos restritiva, a partir do dia 5 de abril. Desta maneira, o CT está liberado.

Com a indefinição se o lockdown continuaria, a Conmebol transferiu o duelo de volta com o San Lorenzo da Vila Belmiro para o Mané Garrincha, em Brasília, no dia 13. Antes, no dia 10, o Santos ainda tem um jogo agendado com o Red Bull Bragantino pelo Campeonato Paulista Sicredi 2021. O duelo ainda não está confirmado se será realizado na data e em qual estádio.

De certo é que a preparação para tais compromissos, a partir da quarta-feira, dia 7, já será feita no Centro de Treinamento. A direção do Santos ainda não revelou se pedirá para o jogo voltar para a Vila Belmiro. Mas pode optar por tal medida nas próximas horas com a cidade "liberada".

Quem passar no confronto entrará no pote 4 do sorteio da fase de grupos da Libertadores, agendado para dia 9, podendo enfrentar qualquer cabeça de chave, mesmo times do mesmo país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.