Prejuízo deixa Ferguson na berlinda

A queda de pouco mais de 50% nos lucros durante os seis últimos meses de 2004 pode fazer com que o Manchester United tome uma atitude drástica e demita o seu técnico Sir Alex Ferguson, que está no cargo desde 1986. A afirmação é do diretor-geral do clube, David Gill.?Ele pode ser despedido, nosso esporte sofre pressões muito fortes. E a temporada que vem, a pressão continuará aqui. É uma situação que temos que aceitar?, disse David Gill à BBC Radio. Não obstante, o dirigente garantiu que essa seria uma última alternativa. ?Trocar de treinador não é algo que faça parte de nossos projetos. Atuar assim para provocar um choque já que não podemos ganhar o campeonato, poderia ser prejudicial ao clube?, emendou.Segundo os cálculos do clube, o custo com a compra de jogadores fez o lucro cair de 40, 2 milhões de euros para 18,6 milhões de euros em relação ao período anterior. Após 30 rodadas do Campeonato Inglês, o Manchester United ocupa a segunda colocação a 11 pontos do líder Chelsea.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.