Phil Noble/Reuters
Phil Noble/Reuters

Premier League adia a realização de jogos-teste com público no futebol inglês

Organizadora do campeonato afirma que limitação de apenas mil torcedores nos estádios não justifica a realização das partidas

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de setembro de 2020 | 16h44

A Premier League, organizadora do Campeonato Inglês, adiou a realização de jogos-teste com público por causa das novas medidas impostas pelo governo britânico devido ao aumento do número casos de covid-19 na Grã-Bretanha.

Um porta-voz da Premier League, em entrevista coletiva, explicou, nesta sexta-feira, que a limitação de apenas mil torcedores nos estádios, uma das novas determinações do primeiro-ministro Boris Johnson, não justifica a realização de jogos-teste, pois "não será possível verificar a eficácia das novas regras".

O Campeonato Inglês 2020/2021, que começa neste sábado com dois jogos - West Bromwich x Leicester e Tottenham x Everton - vai ser disputado sem público nos estádios pelo menos até 1º de outubro, uma nova análise será feita pelo governo britânico e pelas autoridades ligadas ao futebol.

A ausência de torcedores nos estádios, segundo a Premier League, causa um prejuízo de 100 milhões de libras (cerca de 682 milhões de reais) por mês aos clubes das quatro principais divisões do país, além de deixar de empregar cerca de 100 mil pessoas, que realizam trabalhos em dias de jogos na venda de alimentos e artigos esportivos dentro e nas proximidades dos estádios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.