Lee Smith/ Reuters
Lee Smith/ Reuters

Premier League decide retomar regra das 3 substituições para a temporada 2020/2021

Fifa havia liberado cinco alterações durante a partida, mas Campeonato Inglês decide não utilizar o benefício

Redação, Estadão Conteúdo

06 de agosto de 2020 | 13h35

Os 20 times da Premier League decidiram, nesta quinta-feira, após uma reunião, voltar a utilizar a regra de três substituições por partida na temporada 2020/2021. Após quarentena, foram liberadas cinco alterações por equipe a cada jogo, por causa dos mais de três meses sem futebol, devido a paralisação dos torneios por causa do novo coronavírus.

Leeds United, West Bromwich e Fulham, promovidos à primeira divisão do futebol inglês nesta temporada, segundo a imprensa britânica, teriam votado contra a retomada da regra por acharem que os times mais ricos serão beneficiados por terem mais condições de reforçar seu banco de reservas.

A intenção da Fifa com a regra de cinco substituições é preservar a saúde dos atletas diante de um calendário apertado, com férias reduzidas, e em diferentes condições climáticas, em meio à pandemia de coronavírus, mas a sua utilização por parte das federações nacionais é facultativa.

"Algumas competições que foram retomadas em 2020 podem ter um período de recuperação e de preparação mais curta do que o habitual antes do início de sua próxima temporada. Muitas competições da temporada 2020/2021 vão ter partidas sendo disputadas em um período muito atribulado, devido a um atraso no calendário", informou um comunicado da Fifa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.