Rafael Ribeiro/Vasco
Rafael Ribeiro/Vasco

Vasco aumenta carga de repelente por medo de dengue na Bolívia

Time carioca visita o Oriente Petrolero na quarta-feira, pela Copa Sul-Americana

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de fevereiro de 2020 | 23h18

A delegação do Vasco desembarcou nesta segunda-feira em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, onde vai enfrentar o Oriente Petrolero, quarta-feira, em duelo válido pela Copa Sul-Americana, com uma dose reforçada de repelente na bagagem. Tudo porque há um surto de dengue na cidade boliviana.

Entre as mais de dez mil pessoas infectadas na região de Santa Cruz de la Sierra estão o goleiro Romel Quiñonez e o volante Héctor Sánchez, ambos jogadores do próprio Oriente Petrolero.

Como o Vasco venceu por 1 a 0 em São Januário, o time do técnico Abel Braga pode empatar ou até perder por um gol desde que marque pelo menos um na casa do rival. Se isso acontecer, o clube brasileiro estará classificado para a próxima fase. Caso a equipe boliviana vença por 1 a 0, a vaga será decidida nos pênaltis.

O zagueiro Ricardo Graça foi a novidade na lista dos jogadores convocados por Abel para o confronto na Bolívia. O atleta foi relacionado pela primeira vez na temporada. Ele estava com a seleção brasileira no Pré-Olímpico da Colômbia. O atleta deverá ficar na reserva de Leandro Castán e Werley.

Outro atleta que ficará como opção de Abel é o atacante Ribamar, que não atuou no jogo pela Copa do Brasil, semana passada, quando o time cruzmaltino empatou com o Altos, em Teresina, por 1 a 1.

Tudo o que sabemos sobre:
VascodengueCopa Sul-americanafutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.