Fábio Motta / Estadão Conteúdo
Fábio Motta / Estadão Conteúdo

Preocupado com os clubes, Tite diz ser preciso repensar datas de jogos do Brasil

Técnico não convocou atletas de Palmeiras, Corinthians, Flamengo e Cruzeiro, que podem jogar final da Copa do Brasil

Marcio Dolzan, Estadão Conteúdo

21 de setembro de 2018 | 12h38

Logo após anunciar a lista de convocados para os amistosos do próximo mês, diante de Arábia Saudita e Argentina, o técnico Tite voltou a reconhecer que jogos da seleção em meio a campeonatos nacionais não são o ideal, e revelou uma conversa com dirigentes da CBF para tentar mudar isso para o próximo ano.

"Ontem (quinta) à tarde eu, o Rogério (Caboclo, diretor executivo de gestão e futuro presidente da CBF) e o Edu (Gaspar, coordenador de seleções) conversamos sobre isso. Há uma mobilização, e não quero entrar no rol de cada um, por parte da Fifa, da Conmebol, da CBF e dos clubes para que haja uma equalização melhor de datas", declarou Tite.

Segundo ele, mesmo que sua obrigação seja com a seleção brasileira, há uma "responsabilidade" em não atrapalhar os times do País e os próprios atletas. "Em alguns aspectos eu tenho uma responsabilidade em não prejudicar clubes. Eu tenho a responsabilidade com um atleta que jogou bem ser convocado porque ele quer ascender profissionalmente. Eu tenho a responsabilidade com o técnico, tem o emprego dele e uma longevidade na sua carreira", disse. "Mas há um espaço, sim. Dá para equalizar para que datas Fifa não aconteçam de uma forma que inviabilize uma convocação."

Devido as semifinais da Copa do Brasil, Tite deixou de convocar atletas de Palmeiras, Corinthians, Flamengo e Cruzeiro, que seguem na disputa. Ele citou o lateral corintiano Fagner, que chegou a ser chamado para os amistosos diante de El Salvador e Estados Unidos, mas acabou cortado por lesão, e disse que "certamente" o cruzeirense Dedé e o flamenguista Lucas Paquetá seriam chamados novamente caso não estivessem envolvidos nestes mata-matas da competição nacional.

Os jogos contra Arábia Saudita e Argentina serão nos dias 12 e 16 de outubro, respectivamente, ambos em solo árabe. Os confrontos servirão como preparação para a Copa América, que será realizada no próximo ano, no Brasil.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.